Após 32h sem energia, moradora de fazenda em Campo Grande denuncia descaso da Energisa

Família tem, além da mãe, 2 bebês, 1 criança autista e 1 idoso. Todos estão sem energia e sem água desde a queda de energia na sexta (16)

Mais uma queda de energia entra para a lista de denuncias contra a nesta semana após os temporais. Uma família, que mora na fazenda Estaca, na e a 10km de Campo Grande, está a 35h sem energia e 32h sem água. A falta de água se dá pelo abastecimento acontecer por meio de uma bomba d’água elétrica.

Segundo a moradora da fazenda, Gabriele do Prado Lopes Bethencourt, a queda de energia teve início às 7h da manhã da última sexta (16). Desde então, a moradora teve que buscar água em um rio próximo para abastecer a casa. A bomba, dependente de energia, parou de funcionar às 10h da manhã de sexta-feira (16).

Além disso, na fazenda também moram uma criança autista, dois bebês e um idoso de 68 anos, todos diretamente afetados pela queda de energia, e consequentemente de água. Alimentos perecíveis da geladeira também tiveram de ser descartados pela moradora que também ressalta o alto preço e cobrança da empresa mas falta de assistência e quedas regulares.

“Meu filho, que é autista, tem a necessidade de lavar as mãos a todo momento e toma banho toda hora. Ele ficou muito ansioso chorou muito pois queria água e abria a torneira e não tinha mais. Minhas filhas, de 3 e 4 anos, também ficaram inquietas com o calor e a falta de água. Por elas já terem problemas de saúde foi bem complicado ter que ferver a água do rio. Fiquei com medo de passarem mal”, relata Gabrielle.

Resposta

Segundo a , a interrupção no fornecimento de energia ocorrida na Fazenda Estaca, próximo a Campo Grande foi ocasionada pelo desligamento do transformador que atende o trecho da unidade consumidora.  Equipes estiveram no local neste sábado (17) e a energia foi restabelecida por volta de 15h30, 32h após a queda de energia inicial. A demora foi justificada pelos reparos serem considerados de “maior complexidade”.

“Desde o temporal grave e atípico que atingiu a Capital na última quarta-feira, equipes da concessionária seguem atuando, de forma ininterrupta, para solucionar os ocorrências localizadas sobre . A distribuidora reforça ainda, que o número de equipes em campo aumentou em quatro vezes”, comentou a empresa por meio de assessoria.

Após 32h sem energia, moradora de fazenda em Campo Grande denuncia descaso da Energisa
Mais notícias