Apesar de toque de recolher às 20h, Campo Grande tem 2º pior isolamento entre capitais

Somente três municípios de MS alcançaram índice superior a 60%

Mesmo com toque de recolher a partir das 20h desde o dia 8 de julho, Campo Grande registrou a segunda pior taxa de isolamento entre as capitais neste domingo (12). O boletim divulgado na manhã desta segunda-feira (13) pelo governo do Estado aponta que a taxa foi de 46%, maior somente que a registrada em São Luís (MA) de 44,20%.

Já entre os municípios de é possível verificar taxas mais baixas ainda como em Japorã, onde apenas 25% ficaram em casa. Sete Quedas e Bodoquena também tiveram baixa adesão, com 34%.

O isolamento social é defendido como a mais eficaz no combate à pandemia de coronavírus – evitando que o vírus se espalhe ao se manter as pessoas em casa. Contudo, para ter resultados satisfatórios, deve ter percentual superior a 60%, conforme as autoridades de Saúde.

Somente três municípios alcançaram esse resultado: Juti apresentou 67,4% de pessoas em suas casas, seguido por Douradina (66%) e Figueirão (61,4%).

Estado

A média de ficou em 46,7%. Esse resultado coloca o estado na quinta colocação dos que não respeitam a medida contra o coronavírus (). Os campeões de desrespeito ao isolamento são Maranhão (44,4%), (44,9%) e Pará (45,65%).

Então, o levantamento aponta que apenas um estado teve índice considerado muito bom, o , que teve 56,2% de isolados. Assim como sua capital Porto Alegre também ficou na ponta do ranking das capitais, com 60,12% de isolados.

Apesar de toque de recolher às 20h, Campo Grande tem 2º pior isolamento entre capitais
Mais notícias