Apenas com feijão na despensa, mãe faz apelo e pede doação de alimentos e fraldas

Moradora trabalhava vendendo produtos de limpeza de porta em porta, porém, pandemia prejudicou rendimento.

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus, a moradora do bairro Chácara dos Poderes, em Campo Grande, Franciele Polina Gimenes teve a renda totalmente suspensa. Sem ter a quem recorrer, a família tem apenas feijão e arroz na despensa para os próximos dias. A mãe, faz um apelo e pede ajuda para continuar produzindo seus produtos de higiene para vender de porta em porta.

Franciele é dona de casa e autônoma, e conta que com a venda de produtos de limpeza conseguia comprar alimentação e pagar as contas, porém, com a baixa procura, a renda não está sendo suficiente e estão passando por dificuldades. “Não tenho mais ingredientes para fazer os produtos artesanais. Eu tive a ideia de fazer e meu marido, que é pedreiro, comprou os produtos e eu vendia de casa em casa. Mas agora, tudo parou”.

 

Apenas com feijão na despensa, mãe faz apelo e pede doação de alimentos e fraldas
(Foto: Leitor Midiamax)

Mãe de Ana Carolina, Willian e Cleomar, relata que está preocupada, pois o marido também está desempregado e não sabem o que fazer caso os suplementos, que ainda tem na despensa, acabem.

“A geladeira está quase vazia, tem uma panela com feijão cozido e alguns limões. No armário, só um pae de arroz e mais feijão. Quando isso acabar, não vou saber o que fazer, porque a matéria-prima para fazer meu produtos acabou. Não tenho como trabalhar, não tenho de onde tirar dinheiro”, lamenta.

Para quem quiser ajuda, podem doar produtos para a fabricação do sabão artesanal como álcool, soda cáustica 99%, base para desinfetante, óleo usado como banha, óleo de fritura ou de cozinha, amaciante, corante, amido 60%, e fraldas tamanho XXG. Qualquer informação, ligue para Franciele pelo número 67 99143-2611.

Apenas com feijão na despensa, mãe faz apelo e pede doação de alimentos e fraldas
Mais notícias