Agentes de saúde estão trabalhando sem equipamentos de proteção, reclama sindicato

Visita domiciliar de agentes retornou esta semana, porém, sindicato reclama que servidores estão correndo risco.

Agentes Comunitários de Saúde denunciaram hoje (30) no Sisem (Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais) o retorno as atividades sem uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). Os ACE (Agentes de Combate a Endemias) voltam ao trabalho na segunda-feira (4), após a suspensão das visitas as residências de Campo Grande, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Conforme o presidente do sindicato, , o setor recebeu diversas denúncias de agentes que temem a transmissão do vírus, já que estão voltando a rotina sem máscaras protetoras e luvas. “Estamos arriscando as nossas vidas, dos munícipes e das nossas famílias. Estamos se tornando agentes de contaminação. Os agentes estão sem nada, sem condições nenhuma de trabalho”, disse.

As visitas domiciliares foram suspensas no dia 19 de março, após aumento de casos confirmados de . A (Secretaria Municipal de Saúde) havia optado em paralisar os trabalhos para minimizar o contato com moradores. O combate ao mosquito Aedes aegypti continua sendo feito, porém com restrições e recomendações para evitar contágio.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a secretaria e aguarda um posicionamento sobre a denúncia.

Agentes de saúde estão trabalhando sem equipamentos de proteção, reclama sindicato
Mais notícias