Afinal, coronavírus aumentou total de mortes em MS durante 2020? Confira os números e compare

Dados do Portal da Transparência dos registros Civis do Brasil revelam realidade dos óbitos no Estado

A cada divulgação de um novo boletim diário do coronavírus com números de casos e mortes causadas pela doença em , leitores costumam questionar os números oficiais e desacreditar o volume de óbitos durante a pandemia do . Para tirar as dúvidas, o Jornal Midiamax traz levantamento com base nos dados dos registros civis de óbitos do Estado, que revela que a poucos dias para o fim de 2020, o número de mortes por qualquer causa, incluindo coronavírus, já supera todo o registrado no ano passado.

De acordo com o dos Registros Civis do Brasil, que armazena dados de todos os cartórios do país com base na Central de Informações do Registro Civil, do dia 1º de janeiro até esta sexta-feira, 25 de dezembro de 2020, 18.137 morreram em e tiveram certidão de óbito registrada em cartórios do Estado.

Durante todo o ano passado, de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2019, os mesmos registros apontam 16.365 óbitos em . Na comparação, o ano da pandemia registrou 10,8% a mais de mortes em relação ao ano passado.

São 1.772 mortes a mais em 2020. Vale lembrar que ainda faltam cinco dias para encerrar o ano, o que significa que o percentual de mortes em relação a 2019 será ainda mais elevado. Outro detalhe importante é que os números dos registros civis levam em contas todos os óbitos ocorridos no Estado, qualquer que tenha sido a causa da morte.

E se agora você questiona essa comparação em relação a anos anteriores, já que a tendência mundial é de envelhecimento da população e, logo, mais mortes um ano seguido do outro, seguimos para nova análise dos números.

No ano de 2018, registrou 15.659 óbitos de acordo com o mesmo levantamento dos registros de cartórios. No ano seguinte, em 2019, foram 16.365 mortes, isso representa um aumento de 706 mortes, percentual de 4,5% de aumento entre os dois anos. E a análise pode ir além, em 2017 foram 14.870 óbitos no Estado, em comparação com 2018, é um aumento de 5,3% de um ano para outro.

Em todos os casos, levando em conta dados dos últimos seis anos, a variação de morte nunca foi tão alta como o registrado em 2020, comparado com o ano anterior.

Na tabela abaixo, você pode conferir o total de óbitos em desde meados de 2015, quando se iniciou a divulgação dos registros cartorários no país:

Ano
Mortes em MS
2015¹8.100
201615.257
201714.870
201815.659
201916.365
2020²18.137

¹ primeiro ano do levantamento, iniciado no mês de junho
² dados consolidados até o dia 25 de dezembro
Fonte: dos Registros Civis

Mortes em Campo Grande

Ainda de acordo com os números oficiais dos registros civis, em Campo Grande, de 1º de janeiro até esta sexta-feira 25 de dezembro de 2020, foram registrados 6.637 óbitos na Capital.

Durante todo o ano passado, com o acréscimo dos cinco dias até 31 de dezembro, foram 5.920 mortes. Portanto, neste ano de pandemia, o número de mortes já é 12,1% superior em Campo Grande em comparação ao ano passado. São 717 mortes a mais neste ano, até o dia 25.

O dos Registros Civis tem dados públicos e podem ser acessados por qualquer cidadão neste linkOs dados são mantidos pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais e regulamentados pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

em MS

De acordo com os últimos números divulgados no boletim estadual desta sexta-feira (25), já registrou 2.183 mortes por coronavírus desde o início da pandemia. Ao todo, são 127.874 casos confirmados da doença e 110.418 pessoas que se infectaram com o vírus e se recuperaram.

O município com maior número de mortes é Campo Grande, com 993 vítimas desde o início da pandemia. Em seguida estão: Corumbá (188), Dourados (147) e Aquidauana (73). Dos 79 municípios do Estado, apenas 7 não registraram mortes pela doença: Novo Horizonte Do Sul, Figueirão, Caracol, Santa Rita Do Pardo, Jateí, Juti e Eldorado.

Afinal, coronavírus aumentou total de mortes em MS durante 2020? Confira os números e compare
Mais notícias