Com 2 infectados, Detran-MS rebate servidores sobre eficiência de testes para coronavírus

Os servidores contestam que teste rápido não seria o mais eficaz para detectar a doença

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) rebateu os servidores após ser questionado sobre a eficácia do teste rápido, que será usado para testar 450 colaboradores do órgão depois de dois casos positivos da Covid-19 dentro do departamento. O órgão afirma que o testagem tem 86% de precisão em identificar a doença.

Temendo por um surto de coronavírus dentro das repartições, os servidores temem a exposição ao vírus e questionaram que o melhor exame para ter mais eficiência para identificar a Covid-19 seria o PCR (do inglês polymerase chain reaction).

De acordo com o (Sindicato dos Servidores do Detran), o temor é que se um servidor estiver com o vírus e os anticorpos ainda não estiverem se manifestado, o teste pode dar negativo para a doença e, diante disso, a rotina de trabalho pode voltar ao normal. Muitos servidores precisarão viajar ao interior de MS para procedimentos do órgão.

Mas o Detran-MS garante que a eficácia do teste rápido é comprovada e vai ajudar a identificar eventuais infectados. “O teste rápido – SARS-CoV-2, aprovado pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde – INCQS tem 86% sensibilidade para detectar o vírus e ele justamente serve para detectar se tem o anticorpos contra o vírus ou não”, disse por meio de assessoria de imprensa.

Outro questionamento feito pelo servidores, foi que o segundo servidor a ter contraído o vírus não teve a identidade informada para os demais servidores, pois possibilitaria identificar onde poderiam ter mais suspeitas de infectados. Mas o Detran explicou que a escolha de não ser identificado foi do servidor.

20 afastados e 450 testes

Em live na conta oficial do nesta segunda-feira (1), o secretário , da Secretaria de Governo e Gestão Estratégica, todos os procedimentos de segurança estão sendo seguidos e 450 testes serão feitos.

“A secretaria de Estado de Saúde fazendo testagem no Detran, tivemos anuncio de caso especificamente na sede, estamos fazendo todo o protocolo para garantir segurança”, disse.

Foram afastados do trabalho 20 servidores que estão com suspeita de terem contraído o vírus. Expostos ao coronavírus, os servidores estariam revoltados com a falta de transparência e pelo teste rápido, optado pelo governo para realizar a testagem.

Com 2 infectados, Detran-MS rebate servidores sobre eficiência de testes para coronavírus
Mais notícias