Cotidiano

Primeiro final de semana com restrições em Campo Grande não atinge expectativas da Prefeitura 

O primeiro final de semana de restrições para o comércio de Campo Grande não rendeu o isolamento esperado pela Prefeitura Municipal. A medida foi tomada como enfrentamento ao coronavírus, para incentivar os campo-grandenses a ficarem nas próprias casas. Entretanto, mesmo com a cidade praticamente fechada e permissão apenas de serviços essenciais, Campo Grande subiu apenas […]

Dândara Genelhú Publicado em 20/07/2020, às 15h32 - Atualizado às 15h45

Foto: Reprodução.
Foto: Reprodução. - Foto: Reprodução.

O primeiro final de semana de restrições para o comércio de Campo Grande não rendeu o isolamento esperado pela Prefeitura Municipal. A medida foi tomada como enfrentamento ao coronavírus, para incentivar os campo-grandenses a ficarem nas próprias casas.

Entretanto, mesmo com a cidade praticamente fechada e permissão apenas de serviços essenciais, Campo Grande subiu apenas 3% do índice de isolamento social no último final de semana. Então, no último domingo (19), a Capital teve 49,3% dos moradores mantendo a quarentena. O índice era de 46,04% no domingo anterior, em 12 de julho.

Em transmissão ao vivo nas redes sociais, nesta segunda-feira (20), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) admitiu que o índice não atendeu as expectativas da gestão. “Esse final de semana, sábado e domingo, primeiro final de semana com essas novas regras e medidas para combater o coronavírus. O percentual de isolamento começou a melhorar, é verdade que não tanto quanto a gente desejava”, comentou.

Apesar disto, positivo, o prefeito comemorou. “Toda via, começou a melhorar e quando começa a melhorar é motivo para comemorar”. Porém, fez uma ressalta sobre o isolamento da Capital. “Campo Grande ainda está entre as piores capitais do Brasil com índice de isolamento”.

Mesmo com as medidas, a cidade teve 1053 denúncias de desobediências aos decretos. Nas operações de fiscalização, 747 estabelecimentos foram notificados, pois estavam violando as regras do decreto municipal. “Por isso eu peço a todos que estão nos acompanhando, por favor, cumpram os decretos”, fez o apelo.

Jornal Midiamax