Atleta amador de MS acusa adversários de racismo após briga em partida de futebol

Briga generalizada ocorreu após o ato criminoso e foi relato na súmula por juiz

O atleta de futebol amador Marcos Cândido, de 26 anos, afirma ter sido vítima de racismo durante uma partida da Liga Terrão da UEFA MS, neste domingo (17). O ato gerou revolta em quem assistia ao jogo e também em atletas. A partida terminou com empurra-empurra e ânimos exaltados.

Ao Jornal Midiamax, Marcos contou que passou por um momento em que vários casos de racismo no esporte voltaram à tona no país. O atleta disse que as provocações já vinham acontecendo durante a partida, mas a situação ficou mais séria quando o adversário disparou a frase “ganha de nós aí macaco”, já no final do confronto.

“Desde o início da partida, o cara estava me provocando, toda hora me intimando para ir para cima dele, até a torcida deles estavam falando um monte. Nos minutos finais da partida, o atacante deles passou por trás de mim e me xingou de macaco”, disse indignado, o atleta da equipe Saraiva, que jogou contra o time de Guia Lopes da Laguna – que venceu e passou de fase.

Pouco depois do ato criminoso, Marcos confrontou o adversário durante a comemoração do gol da equipe adversária. “Todo ser humano está sujeito a errar, mas a ofensa que ele me fez… Nós estamos lutando para isso acabar e o cara me xinga disso, ninguém gosta”. Segundo a vítima, é a primeira vez que ambos se cruzam.

Atleta amador de MS acusa adversários de racismo após briga em partida de futebol
Súmula descreve ato racista e briga após o crime. (Foto: Reprodução)

Na súmula da partida ao qual o Jornal Midiamax teve acesso, o árbitro confirmou que houve o crime e relatou toda a briga que ocorreu após o xingamento. De acordo com o texto, a vítima de racismo teria dado um pontapé no jogador de Guia Lopes que supostamente o ofendeu, que em seguida caiu no chão e recebeu novamente um chute na região da cabeça de outro jogador do Saraiva. Após a sequência de agressões, o jogador lagunense ficou inconsciente por alguns minutos, mas recobrou a consciência.

Ainda sem registrar o boletim de ocorrência contra o ato criminoso, Marcos Cândido explicou que por conta de complicações em sua perna e do trabalho, pretende fazer o registro ainda nesta segunda-feira.

Resposta da organização da competição

Em contraponto as acusações de racismo aos atletas de Guia Lopes, quem se posicionou foi a organização da competição. De acordo com Julio Cesar Souza da Silva, apesar do registro em súmula, não houve caso de racismo na partida e os atletas do time do Saraiva estão fazendo tal afirmação para tentar escapar de punição.

“Já juntamos tudo que foi publicado nas redes sociais e entregamos para o advogado. Por ora, vamos registrar um boletim de ocorrência contra as pessoas que estão fazendo essa falsa acusação por calúnia e difamação”, explica o organizador.

A punição, no caso, seria pela confusão causada no fim da partida, que inclusive foi registrada pelo fotógrafo do time do Guia Lopes. Integrantes do Saraiva invadiram o campo e agrediram jogadores de Guia Lopes. Um deles foi atingido e caiu no chão, sendo atingido na sequência por outro, na cabeça, segundo Julio.

“Ele ficou desmaiado e tivemos que levá-lo para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) para ser avaliado. Agora o jogador já foi para Guia Lopes, mas terá que voltar para Campo Grande por que vai precisar de uma tomografia”, conta.

*matéria atualizada às 21h

Atleta amador de MS acusa adversários de racismo após briga em partida de futebol
Mais notícias