Publicidade

VÍDEO: Rua virou atoleiro e segue sem manutenção no Cristo Redentor

Segundo moradores, qualquer 'chuvinha' já deixa a rua intransitável

Depois de deixar um ônibus atolado durante a chuva em Campo Grande, a impressão dos moradores da rua Lourenço Alves da Costa, no Residencial Cristo Redentor, é de que qualquer chuva é capaz de deixar o local intransitável. Na manhã desta terça-feira (23) a situação não foi diferente e carros atolaram mais uma vez.

“De novo, no mesmo ponto. Agora é um carro, [olha] a situação da nossa rua aqui no Cristo Redentor. Horrível mesmo, olha a situação deste carro aqui”, reclama Sandro Nóbrega, de 35 anos, correspondente bancário e morador do bairro.

Em fevereiro, um ônibus atolou no mesmo local durante as chuvas. No mesmo dia, um veículo Volkswagen Parati também ficou preso. Na época, a Prefeitura disse que faria manutenção nas principais vias do bairro, mas Sandro afirma que a melhora não chegou à rua em que mora. “Tem mais de um ano que a rua não recebe manutenção”.

A Prefeitura de Campo Grande disse em nota que a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) tem feito manutenção periódica em toda a malha viária não pavimentada, com prioridade para as áreas críticas e com maior fluxo de veículos. “Após cada novo período de chuva é necessária uma nova manutenção, que será programada tão logo hajam condições climáticas para o serviço ser feito”, afirmou.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Mais notícias