Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

VÍDEO: Moradores bloqueiam BR-262 para evitar despejo de área ocupada há 20 anos

Protesto é realizado em frente ao aterro sanitário

Fotos: Marcos Ermínio

Moradores de uma área ocupada irregularmente no Jardim Colorado bloqueiam a BR-262, na frente do aterro sanitário de Campo Grande, na manhã desta sexta-feira (11). Os manifestantes têm duas reivindicações: impedir o despejo das famílias e reclamar do odor da Organoeste, empresa de fertilizantes que atormenta os moradores dos bairros vizinhos com o cheiro forte.

Uma das lideranças, o autônomo Jorge da Silva, 26 anos, explicou ao Jornal Midiamax que o foco é a moradia, mas, como uma das justificativas para o despejo é que a comunidade polui o meio ambiente, eles querem chamar a atenção para situações que também causam a poluição: o lixão e a Organoeste.

O bloqueio é realizado nos dois sentidos da rodovia e já há engarrafamento. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou congestionamento de aproximadamente 1,5 quilômetro, contudo, os condutores possuem alternativas nos dois sentidos para desviar dos manifestantes. Em negociação com os moradores, o trânsito está sendo liberado por alguns minutos e a pista volta a ser bloqueada.

Os manifestantes prometem interditar as pistas até conseguirem que representantes do MP-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), da Semadur (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Gestão Urbana) e da Emha (Agência Municipal de Habitação de Campo Grande).

Os moradores da área ocupada no Jardim Colorado já receberam a ordem de reintegração de posse da Prefeitura – dona da área e, segundo foram informados na Defensoria Pública, o prazo deixar o local é de 30 dias, a contar da última segunda-feira (7).

“Nós vamos bloquear até conseguirmos falar com os representes. Se não for resolvido, vamos fazer manifestação todos os dias. Ontem, fomos à Defensoria Pública e procuramos a Emha. Porém, ninguém nos atendeu”, diz o borracheiro Paulo, 42 anos.

Segundo os manifestantes, o protesto não tem hora para acabar. A PRF informou que a central de operações vai tentar contato com os órgãos que os moradores solicitam para poder negociar a desobstrução das pistas.

A Emha informou ao Jornal Midiamax que nenhum dos manifestantes procurou a Agência.

Ocupação

Moradores do Jardim Colorado foram intimados, nesta semana, a deixarem uma área que é ocupada por cerca de 400 famílias há quase 20 anos. O local, dividido em dois lados, a ‘quadra 1’ que visivelmente não está estruturada. Casas sem acesso a água e luz. Barracos de madeira, e acesso difícil para veículos. E a ‘quadra 2’, casas de alvenaria, água, luz, telefone e até mesmo coleta de lixo.

Segundo moradores, a justificativa seria de que a ocupação, localizada às margens do Rio Anhanduí, estaria poluindo o meio ambiente.

 

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...