Vai para o Pantanal? Médica alerta para riscos ao ficar exposto à fumaça

Se não for a equipe de combate com equipamento, não é interessante a pessoa ficar exposta no local

Sem previsão de chuva e com a umidade relativa do ar bem baixa, as altas ondas de calor estão alarmantes no Pantanal. Por isso, se você está indo à passeio para essa área ou alguma região próxima, é importante se atentar para alguns cuidados mediante ao grande número de incêndios que tem ocorrido nas áreas de vegetação.

De acordo com o coordenador da Cedec (Coordenadoria de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul), Fábio Catarinelli, é preciso ter um cuidado geral com relação aos incêndios florestais. “Hoje vivemos numa era em que a maioria das pessoas filmam desastres para postar nas redes sociais ou mandar para amigos e acaba se colocando numa situação de risco. Com relação ao incêndio florestal, se não for a equipe de combate com equipamento, não é interessante a pessoa ficar exposta no local. Com os ventos fortes a propagação do fogo se dá muito mais rápida e a pessoa pode estar correndo perigo. O ideal é sair da área e avisar o Bombeiro ou PrevFogo”.

A inalação de fumaça, de uma forma crônica, pode ressecar as vias aéreas, desenvolver doenças respiratórias, causar intoxicação e alergias. Isso porque na composição da fumaça há presença de gases, como o monóxido de carbono, e outras partículas que afetam os pulmões.

“O monóxido de carbono vai se ligar as células vermelhas, que são as hemoglobinas, e competir com o oxigênio, com isso diminui a oxigenação no organismo, no cérebro e pulmonar e esse contato com a mucosa respiratória pode gerar irritações, lesões nas células provocando alergias, insuficiência respiratória e outros fatores de risco”, explica a médica pneumologista Drª Andrea Cunha.

“As queimadas e a inalação da fumaça é um crime para a saúde. O ideal é que sempre se fique longe, não apenas pelo perigo das chamas, mas também pela presença da fumaça. No caso de ser necessário ficar por perto, é importante que se utilize material de proteção adequado”, afirma a doutora.

Confira o passo a passo do que fazer em caso de queimadas:

– Procure sair o quanto antes do local;

– Ligue imediatamente para o corpo de Bombeiros;

– Use máscara adequada;

– Procure beber água;

– Caso tenha inalado muita fumaça o recomendado é buscar ajuda médica o mais rápido possível para evitar que aconteçam lesões permanentes nas vias respiratórias.

Vai para o Pantanal? Médica alerta para riscos ao ficar exposto à fumaça
Mais notícias