Publicidade

Vai gastar quanto? Dia dos Namorados deve movimentar R$ 174 milhões em MS

População está mais romântica, segundo Fecomércio-MS

A pesquisa do IPF-MS (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento), divulgada pela Fecomércio (Federal do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), em parceria com o Sebrae-MS, na tarde desta terça-feira (4), mostrou que o Dia dos Namorados neste ano de 2019 deve movimentar R$ 174,25 milhões em Mato Grosso do Sul, R$ 20 milhões a menos do que o estimado para o Dia das Mães.

De acordo com as informações, houve um aumento de 15,55% em relação a 2018 na movimentação e, de 10% no número de pessoas namorando no Estado.

Em 2019, o percentual de pessoas que comprarão presentes é de 10,38%, com gasto médio de R$ 139,26 – 8,58% a menos que em 2018. Já os que irão comemorar a porcentagem é de 21,30%. O valor médio será de R$ 140,82 – 16,44% a menos que no ano anterior.

Para a economicista do Sebrae Vanessa Schmidt, o empresário precisa aproveitar o apelo emocional da data para se preparar o aumento das vendas e novos clientes. “Uma das dicas para quem tem lojas é preparar um ambiente harmônico, com clima decorativo, com a temática do dia dos namorados. Expor os produtos de forma massificada, ou seja, colocar várias vezes o produto para que o consumidor veja. Seja na vitrine ou em qualquer espaço da loja. Esses produtos devem ser de alto giro ou com margem de lucro alta para garantir o lucro nessa data. ”

Ainda de acordo com a pesquisa os presentes mais procurados são as roupas e calçados – 24,27%, perfumaria e cosméticos – 18,15% e acessórios – 7,54%. Neste ano de 2019, 24,27% afirmam que levarão em conta o preço e 126,34% o atendimento. O percentual de indecisos é de 12,10%.

Daniela Teixeira Dias, economista da Fecomércio, comentou durante a coletiva, que o Dia dos Namorados, está com a intenção de consumo muito próxima ao Dia das Mães, que é a segunda data que mais movimenta o comércio. “A data está quase se igualando ao Dia das Mães e em alguns municípios o Dia dos Namorados será melhor que o das mães. É uma data em ascensão, o pessoal está ficando mais romântico, estão namorando um pouco mais”.

A pesquisa também apontou que 64,65% farão pesquisa de preço, mas apenas 19,55% pretende comprar o que o parceiro deseja.

Os shoppings e a internet tiveram um crescimento na preferência para compras, 10% em relação a 2018. Já o Centro teve uma queda de 25%. “Em 2018 o Centro tinha 71% de intenção de compras, este ano é de 46%. Já o os shoppings subiram para 19% e a internet para 14%, um aumento de 10% em ambos”, disseram.

Sobre as comemorações, os entrevistados disseram que vão investir em locais românticos ou que tenham significado –  29% romântico e 10% lugar tradicional.  Os indecisos são 14% e 16% ficará de olho decidindo com base na pesquisa de preço.

Mais notícias