Publicidade

Suposta intoxicação por agrotóxico leva crianças indígenas para hospital

Teriam entre 1 e 2 anos

Uma possível intoxicação provocada pelo contato com calcário e agrotóxicos teria levado quatro crianças e dois adolescentes Guarani Kaiowá para atendimento na última semana. Além de seis cachorros, também intoxicados, em Caarapó, a 270 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com as informações do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), as crianças têm entre 1 e 2 anos, e os adolescentes 17 e 18.  As substâncias teriam sido utilizadas em uma fazenda a 50 metros da escola na Terra Indígena Guyraroka.

Todas as vitimas foram encaminhadas para o pronto-socorro do Hospital Municipal de Caarapó. Elas apresentaram asma, tosse seca, falta de ar, vômito, dores no tórax, estômago e cabeça. Dos cachorros intoxicados, dois não resistiram e vieram a óbito.

A área compõe a demarcação da Terra Indígena Guyraroka, anulada em 2014 pela 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal), e é eservada aos indígenas pela Justiça.

E, ainda segundo o Cimi, por ser próxima da escola, as crianças costumam ir até próximo das cercas por curiosidade, pelo barulho das máquinas agrícolas que lançam calcário, além de aviões que lançam os agrotóxicos no solo.

 

Mais notícias