Publicidade

Servidores protestam na SED por resposta do governo sobre reajuste salarial

16 ônibus com funcionários deve se unir à manifestação

Servidores da área administrativa da educação estadual começaram a ocupar, no início da tarde desta quarta-feira (15), o pátio da SED (Secretaria de Estado de Educação), no Parque dos Poderes, em busca de uma resposta do Governo do Estado sobre o reajuste salarial.

Segundo o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Jaime Teixeira, a negociação está “travada”. “O Governo não deu nenhuma resposta se vai seguir com o abono salarial nem sobre o índice do reajuste. Queremos um posicionamento oficial do governo”, afirmou.

Conforme a Fetems, a categoria está disposta a fazer greve a partir do dia 20 deste mês, próxima segunda-feira, caso o Governo siga com a retirada do abono ou diga que não será possível dar reajuste. Vale lembrar que, após anúncio do fim do benefício, foram concedidos mais dois meses aos servidores enquanto durarem as negociações salariais.

Mais cedo, a categoria esteve concentrada em manifestação contra o corte de recursos na educação e contra a proposta de reforma da previdência enviada ao Congresso Nacional pelo governo Federal.

Neste momento, cinco ônibus com servidores chegaram à Secretaria de Educação, sendo que a previsão é de que os profissionais estão mobilizados em 16 veículos para participar da manifestação.

Está programado um ato de lavagem simbólico da Secretaria, em alusão à Operação Nota Zero, deflagrada pela Polícia Federal, com apoio da CGU (Controladoria Geral da União), no dia 8 deste, quando cumpriu busca e apreensão na Secretaria.

Mais notícias