Servidores de Dourados dão ultimado à prefeitura e podem cruzar os braços na sexta

Durante assembleia, Executivo garantiu pagamento até o final da semana

Em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (12), os servidores municipais de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, decidiram paralisar as atividades na sexta-feira (16), caso a Prefeitura não efetive os pagamentos dos salários atrasados.

De acordo com a presidente do Sinsemd (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Dourados), Rosa Catelan, durante a reunião houve a resposta do Executivo, e os servidores decidiram esperar, mas já deixando avisado sobre a possível paralisação.

“O executivo nos prometeu pagar até sexta-feira, então vamos esperar. Caso não caiam os salários eles já estão avisados que faremos a paralisação do dia”, explicou.

Ao Jornal Midiamax, Rosa disse também que já ficou estabelecido por tempo indeterminado, que todo mês se o salário não cair no 5º dia útil os servidores farão a paralisação de um dia. “A gente decidiu isso na assembleia, por tempo indeterminado, todo mês não caiu o pagamento no 5º dia útil, no 6º dia útil notificaremos o executivo e depois de 72h vamos paralisar um dia”, contou.

Segundo a presidente, caso não seja resolvido o problema, a categoria realizará uma nova assembleia para decidir sobre uma possível greve.

Educação

De acordo com o site Dourados News, os servidores da educação enviaram um ofício para o paço municipal alertando que haverá paralisação de pelo menos 56% das atividades e a decisão deve acontecer após assembleia que será feita na manhã de quarta-feira (14). Nesta terça-feira (13), é prevista uma mobilização onde a categoria deve cruzar os braços.

Sem dinheiro

Na última sexta-feira (9), durante uma reunião os secretários do Executivo, informaram aos representantes sindicais que não haveria previsão de pagamento da segunda parte dos salários que foram parcelados este mês.

Após a repercussão do caso, os representantes sindicais conseguiram uma reunião com a administração municipal. Porém, as notícias não foram boas para o funcionalismo público.

Protesto

Ainda na sexta-feira, o Sindenf (Sindicato dos Enfermeiros da Grande Dourados e Região), Sindracse (Sindicato Regional de Agentes Comunitários e Agentes de Endemias) e o Sinsemd protestaram no pátio da Prefeitura de Dourados contra o atraso salarial.

Mais notícias