Salários são pagos, mas falta de geladeira é o novo problema de funcionários de maternidade

Além dos atrasos de salários, condições precárias de trabalho revoltam funcionários

Funcionários da Maternidade Cândido Mariano denunciam o descaso da instituição sobre as condições de trabalho. Além do atraso no pagamento dos salários e do 13°, que só foi repassado nesta sexta-feira (27), trabalhadores alegam que há mais de um mês estão sem ter geladeira e microondas na copa para esquentar a comida.

“Tiraram o direito dos funcionários que levam seu almoço de esquentar a comida e retiraram a geladeira também. Ainda nos disseram que quem quiser come comida fria”, diz uma trabalhadora da maternidade que prefere não ser identificada.

Com uma carga horária das 7h às 17h, mais de 15 pessoas levam marmita para poder almoçar na instituição. “A diretoria ainda informou que a retirada dos equipamentos era para economizar. Uma falta de consideração, nem houve um aviso formal, simplesmente foram lá e tiraram”, diz a funcionária.

A equipe do Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria de imprensa da maternidade e aguarda posicionamento sobre o fato.

Mais notícias