Saques do FGTS para quem não tem conta na Caixa começam nesta sexta

Confira quais agências que abrem em horário diferenciado em MS

Cronograma de não correntistas | Divulgação | Caixa

Começa nesta sexta-feira (18) o cronograma para que não correntistas realizem saques de até R$ 500 por conta do FGTS. Vale lembrar que a primeira etapa deste cronograma contempla apenas nascidos em janeiro.

Os demais aniversariantes não correntistas seguirão a seguinte ordem: fevereiro (25/10), março (08/11), abril (22/11), maio (06/12), junho (18/12), julho (10/01), agosto (17/01), setembro (24/01), outubro (07/02), novembro (14/02) e dezembro (06/03). Para efetuar o saque, é necessário apresentar RG e CPF.

Vale lembrar que nas casas lotéricas poderão ser realizados saques de até R$ 100 para quem não tem Cartão Cidadão, com a apresentação de um documento de identidade e do CPF e coleta de digital. Para quem tem o cartão com senha cadastrada, o saque poderá ser de até R$ 500. Demais modalidades são atendidas nas agências.

Horário diferenciado

A Superintendência Regional da Caixa em MS destacou que haverá atendimento diferenciado em agências bancárias do Estado, porém, apenas em algumas unidades, nesta sexta-feira (18) e sábado (19). O atendimento antes do horário padrão é específico para saques do FGTS (confira tabela abaixo).

Em Campo Grande, 11 agências abrirão mais cedo, das 9h às 16h. São elas: Centro CG, Avenida Bandeirantes, Pantanal, Barão do Rio Branco, Afonso Pena, Ypê Center, Zahran, Mato Grosso, Aero Rancho, Rodoviária e Julio de Castilho.

Agências da Caixa que abrirão em horário diferenciado nesta sexta e sábado em MS | Foto: Divulgação | Caixa

Quanto tenho direito?

A Caixa também liberou uma seção em seu site para que trabalhadores possam verificar o saldo do FGTS e quanto receberão. Caso o trabalhador não queira retirar o recurso, será necessário informar a decisão até 30 de abril de 2020. Clique AQUI para conferir os canais de comunicação.

Durante o anúncio do cronograma, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, declarou que haverá funcionamento especial nas datas de saque e possibilidade de que agências abram mais cedo em caso de alta demanda. O governo prevê que cerca de R$ 30 bilhões sejam injetados na economia neste ano, e mais R$ 12 bilhões em 2020.

Ainda não sabe o que fazer com o dinheiro ou se é uma boa retirar a quantia? O Jornal Midiamax já conversou com especialistas em educação financeira e também checou se o saque é ou não “armadilha”.

Mais notícias