#Retrospectiva: 10 lugares em Campo Grande que receberam revitalização em 2019

Rua 14 de julho, avenida Bandeirantes, rotatórias, recapeamento no Nova Lima e tantos outros lugares que neste ano passaram por reformas

Campo Grande recebeu durante o ano de 2019 diversas revitalizações, sendo a de maior destaque a reforma da rua 14 de julho. Mas se pararmos para analisar, outros lados da cidade também receberam melhorias estruturais, como a avenida Bandeirantes, o Rio Anhanduí que passa pela Ernesto Geisel, também houve pavimentação em várias ruas de bairros, criação de academias ao livre, construção de UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) e muito mais.

Diante deste cenário de mudanças, o Jornal Midiamax elencou 10 lugares da cidade que já passaram por obras ou que ainda estão recebendo, mas que em breve ficarão prontas, que mudaram muito o visual de Campo Grande.

1° lugar – Reviva Centro

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

Execução das obras de requalificação urbana da 14 de julho entre a avenida Fernando Corrêa da Costa e avenida Mato Grosso. As obras tiveram início em maio de 2018 e foi concluída em novembro de 2019 e teve um valor total investido de R$ 61.435.836,05.

2° lugar – Pavimentação de vias no bairro Nova Lima

(Fotos: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

A Prefeitura de Campo Grande iniciou em outubro o recapeamento de uma das principais vias comerciais do bairro Nova Lima, a rua Jerônimo de Albuquerque. Há dois anos, o asfalto da rua foi arrastado pela força da enxurrada, quando foi feito um serviço emergencial com uso de revestimento primário até a troca da drenagem e reconstrução do asfalto.

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

Outra melhoria de destaque é a pavimentação nos conjuntos habitacionais José Tavares e Parque Iguatemi, residenciais localizados no bairro Nova Lima. Nos serviços, foram feitos 3,3 quilômetros de drenagem e outros 8,5 quilômetros de pavimentação.

As obras do complexo Nova Lima ainda estão em andamento e tem um valor total de R$ 25.902.579,90.

3° lugar – Rio Anhandui – Ernesto Geisel

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

Neste ano iniciaram as obras de drenagem, revitalização do fundo de Vale do Rio Anhandui – Avenida Ernesto Geisel, entre Rua Santa Adélia, Abolição e Bom Sucesso. Divididas em lote, o primeiro teve investimento de R$ 13.900.722,36 e está 80% concluído. Já o segundo lote está 55% pronto e a obra tem valor de R$ 26.278.881,21.

4° lugar – Lago no Parque das Nações

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

O lago no parque das nações teve muitos momentos de altos e baixos – literalmente. Em março deste ano, o assoreamento deu as caras e assustou a população, que realizou vários protestos. As obras no lago  acabaram em outubro, um dia antes do feriado prolongado e começou a ser cheio, com previsão de completar a água até o dia 11. Mas, pouco mais de 30 dias depois o lago, um dos principais cartões postais da Capital, voltou a esvaziar e a terra toma conta do local. Agora com a reforma dos deks espera-se que o local seja abastecido novamente e mantenha-se cheio.

5° lugar – UBSFs

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

Cinco bairros da capital ganharam neste ano uma UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família), sendo eles Iracy Coelho, Zé Pereira, Dom Antônio, Arnaldo Estevão de Figueiredo e Cristo Redentor, sendo que estes dois últimos serão oficialmente inaugurados no dia 20 de dezembro.

Além disso, as unidades de saúde dos bairros Alves Pereira, Cohab, Jardim Seminário, Maria Aparecida Pedrossian e Moreninhas receberam melhoras na estrutura física. A região do bairro Aero Itália passou por reformas e será entregue na próxima segunda-feira (23).

6° lugar – Avenida Bandeirantes

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

Neste ano a avenida Bandeirantes está ganhando recapeamento. O planejamento inicial era que a requalificação da via, por onde circulam 45 mil veículos diariamente, fosse concluída até dezembro, mas, segundo a Prefeitura, devido as chuvas e a inclusão de um reforço na drenagem na rua Salim Maluf, o cronograma passou por reprogramação. Até agora, aproximadamente, 60% do trajeto já foi recapeado. A previsão é de que até abril tudo termine com a sinalização e estações de pré-embarque.

Serão investidos na Avenida Bandeirantes, incluindo drenagem, recapeamento, sinalização e implantação de sete estações de pré-embarque no corredor do transporte coletivo, R$ 6.462.933,73 (recursos do PAC Mobilidade), e R$ 2.297.378,94 (contrapartida do Governo do Estado).

7° lugar – Parque Ayrton Senna

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

O parque Ayrton Senna começou a ser revitalizado no mês de novembro deste ano. Além dele, os parques Jacques da Luz e Sóter também passarão por reformas. As três reformas foram orçadas em pouco mais de R$ 2,2 milhões. O maior investimento será no Ayrton Senna (R$ 899.947,02), contemplando troca das instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias (com a construção de banheiros para pessoas com deficiência física), reparos no telhado da quadra coberta ( que receberá nova pintura); instalação de 600 metros de telas de proteção para evitar que pássaros façam ninho na cobertura; substituição do forro e  ampliação do bloco administrativo.

A previsão é que as intervenções nos três espaços públicos municipais de lazer e prática desportiva,  estejam concluídas  até o aniversário de Campo Grande, em agosto de 2020, beneficiando moradores de três regiões urbanas (Prosa, Bandeira e Anhanduizinho).

8° lugar – Academias ao ar livre

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

Os bairros Lar do Trabalhador, Jardim Colonial, Santa Emília, loteamento Bom Retiro, Jockey Club, Recanto dos Pássaros, Nova Bahia e Jardim Campo Nobre receberam neste ano uma academia ao ar livre.

9° lugar – Rotatória da Joaquim Murtinho com avenida Zahran

(Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

Foram iniciadas em novembro as obras de readequação do trânsito na região das Ruas Joaquim Murtinho, Ceará e Avenida Eduardo Elias Zahran, com a fresagem dos trechos do asfalto da Ceará  que serão recapeados por causa das ondulações.

Nesta rotatória da Zahran, a solução para garantir fluidez ao tráfego será a instalação de semáforos, projeto semelhante ao adotado nas rotatórias da Mato Grosso/Nelly Martins e da Interlagos/Gury Marques. Já a da Ceará/Joaquim Murtinho será substituída por alças de acesso com semáforos. Nos dois locais, o investimento previsto é de R$ 819.942,12.

10° lugar – Praça esportiva no Parque do Sol

 

 

 

 

 

 

 

Com uma estrutura de 7 mil metros quadrados de área construída, para prática de atividades cultivas,  esportivas e de lazer, a construção da Praça da Cultura e Lazer , iniciada há 7 anos, já custou aos cofres públicos R$ 2,950 milhões, verba do Governo Federal. A prefeitura investiu mais R$ 1,4 milhão para concluir e equipar o espaço.

As obras estão na fase de acabamento e o entorno da praça já foi pavimentada. Falta agora a compra do mobiliário, o que será feito no primeiro trimestre de 2020.

Mais notícias