‘Resolva Já’ pretende limpar nome de pelo menos 10% dos 58% devedores de Campo Grande

O atendimento acontece entre os dias 02 e 10 de dezembro

Começou nesta segunda-feira (02) o programa de renegociação de dívidas Resolva Já. O evento é promovido por meio da parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) e o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

Estão presentes no programa os bancos Santander, do Brasil, Caixa Econômica, Itaú e as concessionárias Energisa e Águas Guariroba. O atendimento é feito individualmente e pode render até 90% de desconto, o serviço estará disponível apenas até o dia 10 de dezembro .

O presidente da CDL, Adelaido Vila e o superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão, respectivamente. Foto: Dândara Genelhú

 Para o presidente da CDL, Adelaido Vila, esta é uma oportunidade única para os cidadãos quitarem suas dívidas. Ele explica que o principal objetivo do programa é “dar uma possibilidade a mais de dignidade para este final de ano”.

O superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão, comenta sobre a diferença deste atendimento. “Os valores dos acordos são diferentes dos oferecidos normalmente nos estabelecimentos”, ressalta. 

Segundo o superintendente a vontade do consumidor prevalece nas negociações, para que as dívidas sejam realmente quitadas. Salomão comenta que muitas pessoas fazem as renegociações e acabam não cumprindo com o definido, dando continuidade ao histórico de dívidas. “É importante vir sabendo o limite que você pode negociar, para arcar apenas com o que pode pagar”, disse.

Dívidas em números

Segundo o presidente da CDL, Adelaido Vila, 58% dos endividados já estão com nome em algum banco de dividendos. Ele explica que “a expectativa é que no final do programa tenham realizado melhorias em cerca de 10%  dos endividados”. 

A assessora técnica da Nupemec (Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos), Andrea de Lima, ressalta a importância da parceria com o TJMS. “A cada brasileiro no país existem três processos, são mais processos do que pessoas! Aqui fazemos o processo de desjudicialização em parceria com os outros órgãos”.

“A gente está eliminando burocracia, o processo, o  combate, a audiência, o custo que esse consumidor tem. Ele vem aqui e resolve de uma vez só o problema dele”, completa o  superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão.

Adelaido informa que a maior parte das dívidas são relacionadas ao consumo de água ou energia elétrica. “Banco tem limite, mas água e energia, depois que você coloca o relógio, não para mais de contar”, explica.

Após ser encaminhado por uma assistente social da prefeitura de Campo Grande, o aposentado Ademar de Oliveira aguardava por mais de meia hora para ser atendido. Ele conta que foi resolver as pendências do consumo de água. “Está vindo muito caro, sou sozinho, não lavo a calçada nem nada e vem muito caro”, desabafa sobre não conseguir arcar com os valores. 

Além de renegociar a dívida, Ademar pretende solicitar um desconto permanente na água, por ser de baixa renda. “O bom seria que desse para fazer essa validação aqui mesmo, mas depois eu vou ter que ir lá nas Águas Guariroba ainda”, lamenta o traslado que precisará fazer.

Serviço

Horário: 8h às 11h.

Local: Cijus – Centro Integrado de Justiça (Av. Calógeras, entre as ruas 7 de Setembro e 26 de Agosto).

Mais notícias