Publicidade

Primeira noite: Cinco escolas desfilam brilho e alegria no Carnaval de Corumbá

Avenida General Rondon receberá mais festa nesta segunda-feira

O Carnaval mais famoso de Mato Grosso do Sul começou na noite deste domingo (3), em Corumbá, cidade distante 444 quilômetros de Campo Grande. Na primeira noite dos desfiles na Passarela do Samba alegraram os foliões as escolas Estação Primeira do Pantanal, Unidos da Major Gama, A Pesada, Imperatriz Corumbaense e Império do Morro. As informações são do Diário Corumbaense.

Primeira a entrar na Avenida General Rondon, a Estação Primeira contou a história do carnavalesco e artista plástico Ricardo Vilalva, figura conhecida do Carnaval corumbaense. A escola levou 700 integrantes para a avenida distribuídos em 16 alas.

Na sequência, Unidos da Major Gama levou nostalgia para a passarela do samba. A escola cantou a trajetória da família Cambará, também ligada ao Carnaval na cidade e protagonista na folia dos anos 70. No total, desfilaram pela General Rondon 900 componentes.

Escola tradicional da cidade, A Pesada desfilou na passarela São Jorge, o santo padroeiro da escola, que foi retratado da religião até a ligação com o futebol, com uma ala dedicada ao Corinthians, clube que tem São Jorge também como padroeiro. 900 integrantes pularam a festa distribuídos em 19 alas.

Imperatriz Corumbaense também optou por homenagear uma personalidade em seu samba-enredo, o ex-secretário estadual de Cultura, Athayde Nery, foi o escolhido. Foram, ao todo, 600 integrantes desfilando pela Passarela do Samba.

Última a encantar os corumbaenses, a Império do Morro enfrentou problemas em sua apresentação que falou sobre a Justiça. Alegoria que fazia parte da comissão de frente, um tripé apresentou problemas e teve de ser retirado do desfile na área da dispersão. A escola levou 1.200 mil integrantes na avenida.

Nesta segunda-feira (4), mais cinco escolas desfilam na Passarela do Samba: Acadêmicos do Pantanal, Mocidade Independente da Nova Corumbá, Caprichosos de Corumbá, Unidos da Vila Mamona e Marques de Sapucaí.

Mais notícias