Prefeitura realiza o primeiro Fórum de Arborização MS para cidades sustentáveis

Assessoria

Representantes de mais de 30 municípios do Estado estão reunidos nesta quinta (19) e sexta-feira (20) em Campo Grande para debater as principais questões e desafios no planejamento e na gestão da arborização pública durante o 1º Fórum de Arborização MS para Cidades Sustentáveis. Realizado pela Prefeitura de Campo Grande, o evento contempla as ações da Semana da Árvore.

O prefeito Marquinhos Trad participou do evento e enfatizou a questão da correta orientação e manejo em relação à arborização urbana “Campo Grande é uma das cidades mais arborizadas do país, segundo dados estatísticos, onde em cada 100 unidades habitacionais, cerca de 96, há uma árvore plantada. Por isso, muito mais que orientar, temos que auxiliar na indicação das melhores espécies para o cultivo de acordo com o local e a região, seguindo o nosso Plano Diretor de Arborização Urbana. Sobretudo, em relação às podas para que não façamos das árvores um problema para a cidade”.

Para a coordenadora geral do Fórum e docente da pós-graduação em Recursos Naturais da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Eliane Guaraldo, o Fórum proporcionará tanto um momento de reflexão como de grande aprendizado “É importante que representantes das administrações municipais que eles busquem auxílio de profissionais experientes e ao mesmo tempo capacitar esses técnicos para que possam incorporar as boas práticas do plantio, do planejamento, da manutenção das árvores na cidade.

O secretário do Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luís Eduardo Costa, comentou sobre a relevância da arborização urbana para a gestão “Nós temos um instrumento importante, o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Ambiental de Campo Grande (PDDUA), além do nosso Plano Diretor de Arborização Urbana que futuramente será também atualizado, isso demonstra que temos importantes instrumentos para a questão ambiental. Entendemos que a partir do plantio da espécie adequada em local apropriado, essa árvore só trará benefícios para a cidade. Destacando que elas atuam diretamente na questão da drenagem urbana, do conforto térmico, embelezamento, produção de frutos e assim auxiliando na qualidade de vida da população, em especial na saúde das pessoas. Portanto, nós devemos entender a importância das árvores no meio urbano e realizar desta forma o manejo adequado para perpetuarmos a saúde delas e a nossa”.

O Fórum conta com a participação do meio científico/acadêmico, entidades/organizações profissionais e dos gestores públicos, que irão debater problemas e soluções, colhendo a contribuição da ciência e da prática, bem como as experiências – exitosas ou não – dos programas e ações voltados à arborização, além das expectativas e avanços em relação à arborização urbana.  Essa ação atende o objetivo 11 da Agenda 2030 da ONU para tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis, um compromisso firmado pela prefeitura para desenvolver a cidade com sustentabilidade.

O evento é realizado pelo Laboratório da Paisagem do Programa de Mestrado em Recursos Naturais (PGRN) da Universidade Federal de Mato Grosso da Sul e pela Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (SBAU), com o apoio da Prefeitura de Campo Grande, Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso do Sul (CAU/MS), Associação Brasileira de Arquitetos e Paisagistas (ABAP-MS), Conselho Regional de Biologia 1º Região (SP, MT e MS), Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul) e Geotecnologias UFMS.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

A ação atende a meta 11 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, um compromisso da Prefeitura de Campo Grande com a Organização das Nações Unidas. Ele tem como propósito: proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade

 

Programação

 

19 de Setembro

 

07h30 Credenciamento dos inscritos

 

08h Abertura, apresentação da dinâmica do evento

 

08h30 Apresentação dos eixos temáticos

 

Eixo 1: Planejamento (facilitador: arq. Jussara Basso)

 

Eixo 2: Fomento da Arborização (facilitador: Flávio Mendes)

 

Eixo 3: Gestão da Arborização (facilitador: Flávio Barcelos)

 

Eixo 4: Pesquisa e Desenvolvimento (facilitador: Grasiela Porfirio)

 

Reflexões sobre a Arborização e Biodiversidade (facilitador: Camila Aoki)

 

Intervalo

 

09h10 Dinâmica em grupos (facilitadores e participantes)

 

11h30 Almoço

 

13h30 Lista de presença

 

13h50 Fórum de resultados parciais de cada eixo, com apresentação e debate

 

Intervalo

 

15h15 Continuação do Fórum de resultados de cada eixo

 

17h30 Término das atividades do dia

 

20 de Setembro

 

07h30 Lista de Presença

 

08h Resultados conclusivos do evento: painel geral de contribuições

 

Intervalo

 

11h30 Almoço

 

13h30 Lista de presença – Demonstração prática de trabalho em altura (Flávio Mendes).

 

Serviço: o CEA Polonês é situado na Rua Corveta, n. 141, Carandá Bosque.

Mais notícias