Publicidade

Prefeitura defende que cadastramento on-line para castração será mais transparente

O atendimento deve gerar mais transparência, segundo os organizadores

A Prefeitura de Campo Grande lançou nesta quinta-feira (16) no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), o Sistema de Agendamento On-line de Castração de Felinos – CCZ Online, desenvolvido pela Agetec (Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação) e defendeu que o serviço deve acabar com as longas filas e a excessiva demora nas linhas telefônicas.

Paulo Garcia Cardoso, diretor-presidente da Agetec, explicou que a estrutura do serviço foi desenvolvida pela própria agência e custou cerca de R$ 40 mil para a implementação do sistema, além de ser utilizado nos servidores que são usufruídos pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Paulo afirmou que sistema é único no Brasil. (Foto: Marcos Ermínio)

“A prefeitura procurou exemplos em outros estados e cidades e nenhum vai ser tão completo como o que foi lançado hoje. É mais que uma ferramenta de agendamento, é uma ferramenta de gestão, não existe em nenhum lugar do Brasil”, disse Paulo. Ele ainda sustenta que o sistema dever ser amigável, já que vai possuir poucas telas e será fácil de ser utilizado.

A coordenadora do CCZ, Iara Helena Domingos, afirma que com a implantação do novo sistema, a chance será igual para todos que pretendem fazer a castração dos seus gatos. De acordo com a coordenadora, cerca de 600 vagas são abertas e a partir do dia 20 de cada mês, será possível fazer o agendamento. “Existe uma quantidade exagerada de gatos nas ruas. A prefeitura pretende fazer o controle dessa população, mas o processo é demorado e pode levar cinco anos para diminuir os animais abandonados nas ruas”.

Iara pontua sobre a possibilidade de as pessoas não terem acesso a computadores, o agendamento poderá ser feito pelos celulares, mas caso exista a dificuldade, será aberto uma exceção pelo CCZ que oferecerá um computador em sua sede para a realização do cadastro.

Marquinhos exaltou o pioneirismo da cidade. (Foto: Marcos Ermínio)

O atendimento online deve gerar mais transparência, segundo os organizadores, já que a reclamação das pessoas eram que os agendamentos telefônicos não funcionavam muito bem e no presencial, as filas tomavam conta e o sistema, deve gerar conforto para as pessoas. O sistema deve esclarecer melhor sobre o número de vagas disponíveis e datas abertas.

Serviços

O cadastro no site é fácil e intuitivo. Basta o munícipe preencher corretamente os dados de endereço, e-mail e número do documento. Para os animais, as informações são de sexo, idade e peso. Através da senha, o cidadão pode escolher uma das datas disponíveis e acessar conforme a necessidade.

Para as ONG’s, previamente cadastradas, são 10 vagas como já acontecia antes. Para os protetores, são disponibilizadas duas vagas e para a população, uma vaga por CPF.

Mais notícias