Pesquisadores da UFMS participam de oficina sobre PPSUS

UFMS

Nesta terça (19) e quarta-feira (20), a UFMS sedia a Oficina de Seleção de Prioridades em Saúde do Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS). Participam mais de 90 pessoas entre gestores, profissionais e pesquisadores das áreas de saúde de todo o estado. A oficina é realizada pelo Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde (Decit) em parceria com o CNPq, Ministério de Ciência e Tecnologia, Secretaria de Estado de Saúde (SES) e Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (Fundect).

“Esse é um momento importante para discutir as diretrizes para o próximo edital do PPSUS, durante esses dois dias vocês irão nos dizer quais os caminhos que deveremos seguir, qual a melhor forma de construirmos esse edital de uma maneira coletiva”, disse o diretor-presidente da Fundect, Márcio de Araújo Pereira.

Dentre os participantes, mais de 40 são pesquisadores da UFMS. “Essa é a primeira vez que participo dessa oficina. Acredito que seja fundamental, principalmente, para nós que somos contemplados pelo edital”, comentou a professora do Instituto de Biociências, Carla Arruda. Ela compõe a equipe de pesquisadores coordenados pelo professor do Instituto de Física, Além-mar Gonçalves, que realiza o “Estudo e caracterização de Óxido de Grafeno com Anfotericina B para o tratamento Leishmaniose”.

De acordo com a coordenadora nacional do PPSUS, Marge Tenório, em Mato Grosso do Sul já foram feitas oito chamadas públicas em seis edições do PPSUS. “Já foram selecionados cerca de 120 projetos com um investimento de mais de R$ 4 milhões. Vimos realizando, nesse ano, oficinas em outros estados e, hoje, aqui, temos a maior participação da comunidade científica, por isso agradeço muito a vocês”, destacou Marge. “A ciência tem se expandido no Estado e esse encontro é importante para que os pesquisadores tenham um olhar diferenciado para o SUS. Precisamos além de pesquisar, divulgar os trabalhos feitos por vocês para que a população veja a ciência como aliada na melhoria da qualidade de vida”, complementou a coordenadora do PPSUS.

“A UFMS tem honra em receber todas as instituições, somos uma casa de pesquisa, de formação profissional e esse evento é muito oportuno. Já tive um projeto contemplado pelo edital e ele permite que os resultados das pesquisas cheguem à população. Nosso Estado é uma janela de oportunidades, estamos produzindo conhecimento em todas as áreas, e esse evento nos permite discutir possibilidades de melhorias na atenção básica, na produção de conhecimentos para políticas públicas, além de soluções para tratamento e prevenção de doenças”, comentou a pró-reitora de Assuntos Estudantis da UFMS, Ana Rita Barbieri, que representou a reitoria, na abertura dos trabalhos. “Agradeço ao reitor Marcelo Turine por ter abrigado nosso evento. o PPSUS é de extrema importância para o Estado e sempre nos esforçamos para que a cada edição consigamos apoiar ainda mais os projetos e ações do Programa”, ressaltou a secretária-adjunta de Saúde, Cristhinne Maymone Gonçalves.

Oficina – Além de pesquisadores da UFMS, a oficina conta com a participação de representantes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, a Universidade Federal da Grande Dourados, Fiocruz, Universidade Estadual Paulista, Uniderp, Escola de Saúde Pública e UCDB. As atividades estão acontecendo no auditório Inard Adami e no auditório da Secretaria de Educação a Distância. A programação completa pode ser conferida aqui. Para saber mais sobre o PPSUS, basta acessar o link http://www.saude.gov.br/acoes-e-programas/ppsus.

Mais notícias