Pegar na cobra, pode? PMA orienta o que fazer ao encontrar animais nas ruas

Serpente foi encontrada ‘passeando’ na Avenida Afonso Pena

Após encontrar uma cobra passeando pela Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, na última segunda-feira (10), o técnico em eletroeletrônica Giovanni Marutto Rossi Vieira, de 24 anos, segurou o réptil e aguardou a chegada do CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres). Mas a atitude dele foi correta?

Para a PMA (Polícia Militar Ambiental), não. De acordo com o tenente-coronel Edinilson Paulino Queiroz, é arriscado manusear animais silvestres. “O ideal é acionar as autoridades, se houver risco de acidentes, para sinalizar o local. Além dos órgãos ambientais, o Corpo de Bombeiros também pode realizar a captura”, orienta.

No caso desta segunda-feira, Marutto alega ter conhecimento e experiência no assunto. “Já morei em Bonito, lá aprendi a manusear. Faz tempo que vim para cá, por isso fiquei um pouco inseguro até, mas não tem muito segredo não, pois já me deparei 2 ou 3 vezes com cobras e peguei elas”, conta.

O técnico em eletroeletrônica, inclusive, já participou do Projeto Jiboia, em Bonito. “Assisti várias palestras e aprendi a manusear. É só não ter medo e preocupação com o animal”, disse.

Mais notícias