Patrimônio histórico, Usina Velha é interditada e pode ser revitalizada

Local foi fechado para visitação ao público nesta semana por apresentar risco à segurança

Construída em 1949 e tombada como patrimônio histórico e cultural em 1991 durante o aniversário de 80 anos de Dourados, a Usina Velha Filinto Muller está fechada para visitação após o Corpo de Bombeiros verificar “risco à segurança da população”. Notificada, a SEMC (Secretaria Municipal de Cultura de Dourados) disse já estar realizando conversas para uma revitalização do local afim de reabrir o local.

De acordo com a prefeitura de Dourados, uma reunião nesta terça-feira (13) entre a prefeita Délia Razuk, o presidente da Fecomércio, Edison Araújo e a diretora do Sesc (Serviço Social do Comércio), Regina Ferro, discutiu projetos para atender as solicitações recomendadas pelos Bombeiros. Também participaram do encontro o presidente do Sindicom (Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista), Valter Castro; os secretários de Planejamento, Carlos Dobes Vieira; de Serviços Urbanos, Fabiano Costa; de Agricultura Familiar, Junior Bittencourt; e de Cultura Clarindo Cleber Gimenes.

Araújo teria relatado a intenção de investir recursos do Fecomércio para custear as obras e dessa forma, técnicos da prefeitura já teriam iniciado o estudo para transformar a usina além de um atrativo cultural, mas também para a prática esportiva e de lazer e a proteção do meio ambiente.

A Usina Velha de Dourados foi construída para produzir energia elétrica para a cidade, além de oferecer serviços de serraria, carpintaria e oficina mecânica.

Mais notícias