Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Pastor indígena assume coordenação da Funai e promete manter diálogo com governo Bolsonaro

Dias chegou a ser cogitado para o cargo em 2017, quando foi o nome indicado por lideranças

O pastor terena Henrique Dias assumiu nesta sexta-feira (15) a coordenação da Funai (Fundação Nacional do Índio) em Campo Grande. Por sete meses, ele foi chefe-técnico da Fundação e chegou a ser cogitado para o cargo em 2017, quando foi o nome indicado por lideranças indígenas do estado. Ele promete manter diálogo com o Governo Federal, por meio das ministras Tereza Cristina e Damares Alves.

Dias conta que recebeu a notícia do próprio presidente da Funai, Franklimberg Ribeiro de Freitas. Para o novo coordenador, a notícia foi motivo de alegria e o objetivo agora é tornar a gestão um momento de tranquilidade aos indígenas. Ele afirma que não quer ‘estrupulias’, já que o orçamento é apertado.

Henrique Dias ainda ressalta sua proximidade com duas ministras do governo Bolsonaro: Tereza Cristina, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O objetivo da gestão de Dias é focar na agricultura familiar, uma das bandeiras de Tereza Cristina.

Quanto a ser um indígena com funções partidárias, Henrique Dias afirma que não vai deixar as questões relacionadas a partidos interferirem nas decisões na Funai. Ele diz que pretende reunir lideranças no estado e trabalhar ao lado de outras coordenadorias no estado.

“A minha primeira bandeira é resgata a força de capital. Num segundo momento, tratar planejamento e fazer mudanças externas. A comunidade indígena em MS é muito politizada, uma das ações é juntar as aldeias e resgatar cultura com políticas públicas”, afirmou.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...