Parceria com a UFMS reforça combate ao aedes na Capital

Assessoria

Servidores do campus de Campo Grande da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) participam nesta quinta-feira (16) de capacitação do programa “Integrado Intersetorial de Colaborador Voluntário”, ligado à Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais (CCEV) da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) de Campo Grande, para se tornarem voluntários no combate ao i dentro da instituição. No total, 36 servidores estão sendo capacitados neste primeiro momento e a proposta é expandir a parceria para os demais campus da instituição espalhados por nove municípios, formando novos colaboradores.

O gerente técnico da coordenadoria, Marcos Luiz de Oliveira, explica que o objetivo do programa é instituir a cultura da prevenção, implementando ações compartilhadas, propiciando às instituições envolvidas no processo condições para desenvolverem de modo eficiente o programa de prevenção evitando as doenças de caráter endêmico e epidêmico.

“A proposta foi criada para levar  tanto à instituições públicas como as privadas essa preocupação onde o colaborador voluntário recebe capacitação e treinamentos para o combate do mosquito i, sendo todo o aparato técnico e operacional oferecido por nós”, diz.

Segundo o pró-reitor de Administração e Infraestrutura da UFMS, Augusto Malheiros,  a proposta pode não ser restritiva somente aos servidores da instituição, mas também aos alunos. Somente o campus de Campo Grande concentra mais de 11 mil acadêmicos.

“Eu creio que essa seja uma luta de todos nós. Através destes colaboradores nós podemos difundir ainda mais a cultura de prevenção e somar esforços no combate ao vetor de doenças terríveis como a dengue, zika e chikungunya. A instituição será parceira nessa luta e estamos propondo expandir essa proposta para os demais campus”, disse.

No dia 21 deste mês, serão capacitados outro grupo de colaboradores por meio de vídeo-conferência nos demais campus da UFMS.

Além de Campo Grande,  a UFMS conta com campus nos municípios de Aquidauana, Chapadão do Sul, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Corumbá, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas.

Parceiros

Atualmente, integram o projeto, o Comando Metropolitano do Corpo de Bombeiros e seus 09 batalhões, a Funesp juntamente com seus parques e praças espalhados por Campo Grande, o 15° Batalhão da Policia Militar Ambiental, a Semed com 100% dos Colégios Municipais, tanto em perímetro urbano quanto nas zonas rurais e o SESC e suas unidades, totalizando 22 instituições.

Dados epidemiológicos

De Janeiro até o dia 14 de maio foram notificados 31.807 casos de dengue e confirmados 4.729 confirmados de dengue.

Parceria com a UFMS reforça combate ao aedes na Capital
Mais notícias