Nordeste é o destino mais procurado do campo-grandense que vai viajar no feriado

Destinos mais românticos, como Buenos Aires, Campos do Jordão e a Serra Gaúcha também foram citados

O Nordeste e suas praias são a principal escola dos campo-grandense que aproveitarão o feriado prolongado para viajar. A reportagem entrou em contato com três agências de viagens de Campo Grande, e todas relataram viagens com este destino.

De acordo com a consultora de viagens Cleide Hamez Assad, da Viaje Mais Turismo, a empresa fechou vários pacotes para o Nordeste e também para Buenos Aires. “São destinos mais românticos e com preços melhores”.

No local um pacote para duas pessoas (com passagem aérea, hotel e transfer) para o Nordeste varia de R$ 5 mil a R$ 11 mil, dependendo do hotel e se a compra é feita em cima da hora ou planejada. Já Buenos Aires tem valor mais baixo, podendo chegar a R$ 4 mil.

Já na Primier, além do Nordeste, a Serra Gaúcha e a cidade de Campos do Jordão também tiveram procura, principalmente para que vai comemorar o Dia dos Namorados e aproveitar o feriado prolongado. As cidades mais procuradas são Maceió, Natal e Porto Seguro.

Conforme o consultor Luís Felipe Cunha, os destinos brasileiros foram os mais procurados pelos campo-grandenses devido à alta do câmbio. “Cotação as pessoas até fazem, mas a venda diminuiu bastantes”, declarou.

Segundo Luciana Pereira, agente de viagens da GMS Tour Viagens, no ano passado, nesse mesmo período, a agência teve melhores vendas do que neste ano. Para ela, a falência da Avianca impactou diretamente nas vendas.

“Ela tinha os melhores preços e melhores voos, agora praticamente só a Latam e a Gol fazem esses destinos, porque os voos da Azul acabam durante o dia todo e os clientes não gostam”, declarou Pereira.

Viagem elitizada

Conforme Cleide, o aumento do câmbio tem impactado também no valor das passagens aéreas dentro do Brasil, o que feito muita gente desistir de viajar de avião. “Está voltando a ficar elitizado novamente. Antigamente muita gente dizia que não viajava de avião porque era caro demais, depois começamos a atender o público médio, mas agora isso está voltando”.

A consultora de viagens afirmou que já teve clientes optando por fazer a viagem de ônibus, para reduzir o custo do deslocamento. “Uma cliente vai para São Paulo de ônibus, vai passar 14 horas em viagem, mas vai ser bem mais barato”.

Mais notícias