Não é parcelamento, diz Marquinhos sobre plantões pagos separadamente

Prefeito explicou que crise financeira foi motivadora da medida

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) rebateu críticas de sindicatos e informou que não se trata de parcelamento separar o pagamento de plantões dos salários de servidores da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). A fala foi feita durante o lançamento de Chat e WhattApp da Ouvidoria do município, na Esplanada dos Ferroviários, na tarde desta quarta-feira (14).

Segundo Marquinhos, a medida tomada pela prefeitura de pagar salários  até o 5º dia útil do mês e os plantões no 10º dia útil está dentro da lei e foi tomada em virtude de dificuldades financeiras enfrentadas pela gestão.

“Enquanto a gente pôde pagar os plantões junto com o salario, a gente fazia. Só que de um tempo para cá, com a redução do repasse da União e do ICMS [Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços] não está dando para pagar mais junto”, informou o prefeito. 

Após o anúncio de separação dos pagamentos, o Sioms (Sindicato dos Odontologistas de Mato Grosso do Sul) acionou a Justiça contestando a medida. O mandado de segurança coletivo foi ingressado na 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneo de Campo Grande, e será julgado pelo titular da vara, o juiz David de Oliveira Gomes. O Sioms informou que iria procurar outros sindicatos para atuarem de forma conjunta no caso.

 

 

Mais notícias