Publicidade

Nada de ETs: ‘disco voador’ visto no céu de MS seria apenas treinamento militar

Aparições foram registradas em vídeo e viralizaram nas redes

O OVNI (objeto voador não identificado) que deixou moradores de cidades como Aquidauana e Anastácio intrigados na noite da quarta-feira (15) pode ter sido apenas um treinamento da FAB (Força Aérea Brasileira) no céu sul-mato-grossense.

O Jornal Midiamax pediu que o ufólogo Ademar José Gevaerd analisasse as imagens que viralizaram na última noite e, de pronto, foi informado de que o OVNI poderia se tratar de “sinalizadores lançados por helicópteros”. Segundo ele, a própria FAB já havia anunciado, no último dia 30 de abril, que o “Exercício Operacional Tápio (EXOP Tápio) na Ala 5 se estenderia até o dia 17, em Campo Grande.

(Foto: Bruno Batista | Divulgação | FAB)

De fato, segundo a FAB, o treinamento ocorre desde o dia 23 e emprega um conjunto de 16 ações que visam adestrar os esquadrões aéreos e unidades de Infantaria do Comprep (Comando de Preparo), numa simulação missão de paz da ONU (Organização das Nações Unidas). No caso, as luzes seriam decorrentes de “flares”, explosivos utilizados por aeronaves com o objetivo de despistar mísseis que são guiados pelo calor.

Na comunicação da FAB, a propósito, foi ressaltado que as operações noturnas seriam aperfeiçoadas. “Tivemos operações noturnas ano passado, mas agora vamos aumentar a complexidade. Estamos inserindo a Composite Air Operation (COMAO), traduzida na doutrina brasileira como Missão Aérea Composta, no período noturno também”, destaca o comandante Augusto César Abreu dos Santos.

Segundo a FAB, a operação contou com cerca de 600 militares da Força Aérea e 300 das demais Forças realizam ações de Busca e Salvamento em Combate, Apoio Aéreo Aproximado, Lançamento de Paraquedistas e Cargas, Reconhecimento Aéreo, Evacuação Aeromédica, entre outras. Foram utilizadas cerca de 50 aeronaves da FAB, entre elas, o C-130 Hércules, o C-105 Amazonas, o C-95 Bandeirante, o E-99, os caças A-1 AMX e A-29 Super Tucano e os helicópteros H-36 Caracal, AH-2 Sabre e H-60 Black Hawk, além de um helicóptero da Marinha do Brasil.

Confira as imagens:

Olhos no céu

Moradores de Aquidauana, a 140 quilômetros de Campo Grande, ficaram intrigados com luzes que apareceram no céu da cidade na noite desta quarta-feira (15). No vídeo, é perceber que as luzes piscam em sequência, como se estivesse se locomovendo.

“Eram várias luzes, como se fosse um círculo. Iam piscando e apagando, como se estivessem indo para frente”, “Presenciei uma coisa muito estranha, eram várias luzes, até difícil de se explicar. Quando se deslocavam a última apagava e acendia outra na frente”, disse um morador ao site O Pantaneiro. Até o momento não há explicação sobre as luzes.

Em maio do ano passado, relatos de campo-grandenses nas redes sociais descreveram luzes estranhas no céu. Uma usuária do Facebook comentou ter visto luzes estranhas no céu durante a madrugada do dia 11 de maio do ano passado.

Ela afirmou ter certeza de que não se tratava de um avião ou helicóptero. “Meu filho não dormiu a noite toda, fiquei olhando para janela de madrugada e vi umas luzes muito estranhas. Nem no banheiro eu queria ir sozinha”, brinca. Segundo ela conta, as luzes passavam na horizontal.

Mais notícias