Mesmo com ônibus novos fora do prazo, multa ainda será ‘reavaliada’, admite Agereg

A multa de R$ 2,7 milhões foi suspensa por 90 dias

A Agereg (Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos) informou que os novos ônibus do transporte coletivo deverão ser entregues pelo Consórcio Guaicurus em outubro. A multa de R$ 2,7 milhões foi suspensa por 90 dias após a empresa afirmar que compraria os ônibus e entregaria no prazo estabelecido.

O diretor-presidente da agência reguladora, Vinícius Leite, disse ao Jornal Midiamax que, a multa foi suspensa, mas será reavaliada após o prazo dado a empresa se esgotar. A contar do dia em que multa foi adiada, o prazo se encerrará em setembro, mas poderá ser novamente adiada até que os novos veículos sejam entregues.

Maiores detalhes dos novos ônibus ainda não estão disponíveis, mas a Agereg adianta que nenhum deverá ser articulado. “Primeiro fabrica o chassi na Mercedes Benz e depois vai para a Marcopolo [fabricante das carrocerias]. Os ônibus deverão ser normais, porque os articulados têm dificuldade para andar no nosso trânsito”, disse Leite.

Novos ônibus

Inicialmente, a empresa Marcopolo havia informado que  a compra de 55 ônibus para repor veículos velhos do Consórcio Guaicurus que circulam vencidos ainda não havia sido fechada mas voltou a atrás após repercussão e, em nota, disse que houve negociação, porém, admitiu que dados básicos sobre os veículos sequer foram definidos.

O contrato com a empresa está vigente desde a gestão do então prefeito Nelson Trad Filho (PSD) que atualmente é senador e apesar de apresentar inúmeras irregularidades ao longo dos anos, foi multada pela primeira vez na gestão de Marquinhos Trad (PSD).

A frota do Consórcio Guaicurus apresenta diversos problemas estruturais, como ônibus velhos rodando pela cidade, inúmeros casos de atrasos e lentidão, apesar de cobrar uma das tarifas mais caras do país para cidades de porte semelhante e ter isenção do ISSQN aprovada anualmente pela Câmara de Campo Grande.

Mais notícias