MPT recorre à Justiça para que Santa Casa regularize salários de médicos

Salário de médicos contratados sob regime celetista está atrasado há 21 dias

O MPT-MS (Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul) recorreu novamente à Justiça para que a Santa Casa regularize os salários atrasados de 305 médicos contratados sob regime celetista.

Conforme o sindicato dos médicos, caso a situação não seja resolvida, os profissionais entrarão em greve na sexta-feira (28). No pedido de tutela de urgência, protocolado nesta quarta, o MPT-MS requer que seja penhorado o montante de R$ 2,6 milhões, calculado com base na folha de pagamento de novembro de 2018, último demonstrativo ao qual a instituição teve acesso por conta de obrigação legal, conforme o MPT, também descumprida naquela época.

Conforme o procurador Paulo Douglas Almeida de Moraes, o objetivo da ação é evitar uma greve dos médicos. “A tutela ora requerida visa à rápida e enérgica ação da Justiça do Trabalho, necessária para coibir que a situação ilegal seja convalidada pelo decurso do tempo, evitando-se assim a deflagração de greve pelos médicos do Hospital”, diz.

Mais notícias