Movimento em oficinas de ar cresce 300%; confira 5 dicas para não ter problema no seu carro

Sensação térmica de 'forno' tem levado muitos motoristas a consertar o equipamento

O calorão não tem dado trégua em Mato Grosso do Sul e em Campo Grande, nos últimos dias, a sensação de “forno” tem levado muitos motoristas às pressas para consertar o ar condicionado dos veículos. A situação faz com os motoristas usem cada vez mais o ar condicionado dos seus veículos e com o passar do tempo, ele pode apresentar problemas. Saiba quais dicas são essenciais para manter o ar do seu veículo em dia.

Uma das principais reclamações que os proprietários alegam na hora da revisão é “o ar não está gelando”. Segundo Júlio Porto, proprietário da empresa Climacar, os meses de setembro e outubro foram os melhores no ano e a procura teve um aumento bastante significativo, cerca de 300%.

Júlio conta que maior queixa dos motoristas é quando o ar para de gelar. (Foto: Minamar Júnior, Midiamax)

Entretanto, o ramo sofreu queda durante o inverno que não foi tão rigoroso quanto eles imaginaram. Para Júlio, isso fez com que as demandas diminuíssem, já que nessa época, os preços são mais baratos e a procura aumenta. Na época do calorão, as empresas aumentam o valor das revisões.

O Jornal Midiamax lista cinco dicas para evitar problemas com o ar do seu carro e ainda dá uma dica bônus para quem não usa frequentemente o equipamento. Confira quais são:

Inspeção de revisão

A cada um mês, o proprietário deve procurar uma oficina para verificar se a pressão do ar condicionado está alta ou baixa, verificar também se o compressor está com sujeira evitando que o ar saia com qualidade.

Usar renovação fechada

O uso de renovação fechada é uma das dicas para que não estrague o ar condicionado. A diferença está quando você liga o seu carro e está um calor dentro dele, desta maneira, o ar condicionado é a saída e com a renovação fechada, evita de pegar o ar quente que sai do motor quando o ar condicionado é ligado. Essa opção também a diminuição do gasto da gasolina.

Não ligar o ar condicionado com alta rotação

Uma das situações mais comuns que acontecem com os motoristas é quando o carro está em alta velocidade e em alta rotação, decidir ligar o ar condicionado. Porém, este tipo de prática pode prejudicar o funcionamento do seu equipamento. A dica é pisar na embreagem, esperar a rotação diminuir e assim, evitar queimar o ar condicionado.

Revisão a cada meio ano

Uma pequena batida no seu carro pode fazer com que o funcionamento do ar condicionado seja prejudicado. Conforme com a dica, o motorista não vai sentir a diferença nos primeiros dias após a batida e durante o tempo, a lataria pode começar a bater e o ar condicionado também ficará sensível e ter o funcionamento prejudicado. Por isso, a revisão a cada seis meses pode evitar maiores problemas ao proprietário do veículo.

Primeira falha, procure uma assistência

É muito comum ver os equipamentos que usamos apresentar pequenas falhas após um longo período de uso e o mesmo acontece com o ar-condicionado do seu veículo. Uma das dicas é que quando o ar começar a dar indícios de que está gelando menos que o normal, o motorista deve procurar imediatamente uma assistência técnica ou uma oficina para orientar e diagnosticar o que pode estar acontecendo com o seu equipamento.

Um bônus que Júlio Porto aconselha é que quando a pessoa não é muito adepta do ar condicionado e prefere a ventilação natural, deve ligar o ar condicionado a cada duas vezes na semana por pelo menos 15 minutos para “dar uma vida ao equipamento”.

Mais notícias