Mortes por arenavírus na Bolívia deixa Corumbá em estado de alerta

Duas pessoas morreram pela doença e outras estão infectadas

As autoridades de saúde de Corumbá – a 417 km de Campo Grande – estão em alerta após a morte de duas pessoas em La Paz, na Bolívia, país que faz fronteira com o município de Mato Grosso do Sul. Na quarta-feira (3) a ministra da Saúde do país vizinho, Gabriela Montaño, confirmou a morte de duas pessoas por arenavírus.

Não se sabe ainda como o “paciente zero” (primeiro a pegar a doença) foi infectado. Ele morreu após receber atendimento e a médica que o socorreu foi a segunda morte. De acordo com a coordenadora de Vigilância Epidemiológica de Corumbá, Mariangela Sapurro, a profissional foi infectada após ter contado com a secreção do paciente.

Ainda segundo Mariangela, outras pessoas estão infectadas no país vizinhos, incluindo outros membros da equipe médica que atendeu o primeiro paciente. Eles também foram infectados por meio de contato com os doentes.

Por ser contagioso, as autoridades corumbaenses já se preparam para evitar que a doença chegue a Mato Grosso do Sul. “Sempre que há casos de doenças contagiosas na Bolívia, nós ficamos alerta. Ano passado tivemos casos de antavirose e já tivemos também casos de malária, doenças que não são comuns aqui”, afirmou.

Ainda conforme a coordenadora, a secretaria de Saúde de Corumbá irá soltar uma nota técnica sobre a doença na sexta-feira (5). O arenavírus é mais comum em área de mata e pode ser contraído se a pessoa tiver contato com comida ou água contaminada com fezes de ratos infectados.

Arenavírus

Segundo dados da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), os arenavírus são membros da família Arenaviridae que é constituída de um gênero único (Arenavirus), que compreende 25 espécies. Os hospedeiros dessa doença são, em sua maioria, roedores.

Ainda de acordo com a pesquisa, a exposição humana aos arenavírus ocorre, principalmente, através da inalação de partículas virais procedentes de urina, fezes ou saliva de roedores silvestres infectados. Arenavírus são responsáveis por causar graves doenças em humanos: febre hemorrágicas ou meningite, com altas taxas de letalidade.

Alerta na Bolívia

Conforme o site El Deber, ministra da Saúde da Bolívia orientou sobre formas de se prevenir da doença, principalmente para moradores de áreas rurais e que trabalham com o cultivo de alimentos. São eles:

– Uso de luvas para trabalho agrícola;

– Uso de barba (comum);

– Os alimentos coletados no campo devem ser guardados em lugares seguros;

– Evitar que alimentos que tiveram contato com roedores.

Mais notícias