Publicidade

Morte de major que era professor de Matemática causa comoção nas redes sociais

Paulo Settervall foi esfaqueado em frente a hotel e polícia investiga o caso

“Sejam felizes… Ou pelo menos tentem”. Essa era uma das tantas frases que o professor de Matemática e major aposentado Paulo Settervall, de 57 anos, citava em sala de aula e que foram lembradas nas redes sociais nesta segunda-feira (15) por seus ex-alunos. O major foi assassinado a facadas em frente a um hotel em Bonito, distante 287 quilômetros de Campo Grande, neste domingo (14). A polícia ainda investiga o caso.

Settervall foi um dos militares de carreira que ajudaram a implantação do Colégio Militar de Campo Grande, onde trabalhou até se aposentar. Saindo de lá, não se afastou das salas de aula e estava lecionando no Bionatus, uma escola particular da Capital. Por nota no Facebook, a escola, que está em recesso, prestou pesar aos familiares pela morte trágica do professor.

Settervall lecionava no Bionatus e estava em recesso (Foto: Reprodução)

Pelas redes sociais, diversos alunos e ex-alunos de Settervall prestam homenagens a um professor que não tinha como passar em branco: alto, era fã de Pink Floyd e adorava usar frases repetidamente durante o conteúdo.

Algumas delas, como ‘nunca, jamais, em tempo algum dividirás por zero’, ‘bom dia, boa tarde ou boa noite, conforme a ocasião’ ou ‘grandes saudações rubro-negras’ quando seu time ganhava seriam certamente citadas em um ano letivo.

Além das manifestações de indignação com a possível causa da morte, já que as primeiras informações policiais são de que o professor teria sido encontrado morto na calçada de um hotel da cidade, muitos lembram com carinho do mestre.

“Obrigado por tudo Paulo Settervall
O senhor será eterno nas nossas memorias
Mengão sempre dará alegria”.

 

“Uma das melhores pessoas que já passou na minha vida!

Seus conselhos e frases sempre serão lembrados…

Meus sinceros sentimentos”.

 

 

“Infelizmente hoje recebi a notícia da morte de um grande mestre meu… sentirei muita falta. Meu carinho a família para que conforte o coração de todos. Saudações rubro-negras, meu mestre Paulo Settervall”.

O corpo de Settervall deve chegar ainda nesta segunda a Campo Grande. A família ainda não sabe informar o horário do velório. O professor deixa a esposa Elaine e o filho, Paulo, de 12 anos.

 

Mais notícias