Moro prorroga permanência da Força Nacional em MS

Força Nacional continuará no apoio à Polícia Federal contra crimes em cidades fronteiriças

A Força Nacional permanecerá por mais 180 dias em Caarapó, a 273 km de Campo Grande e Ponta Porã, distante 349 km da Capital. A permanência do efetivo foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) desta segunda-feira (20).

Conforme o texto, a Força Nacional continuará no apoio à Polícia Federal no combate aos crimes nas fronteiras. O novo prazo passou a valer a partir da data de publicação [segunda] e leva em conta o vencimento da Portaria MSP n° 202, de 14 de novembro de 2018, em 19 maio de 2019. Ainda conforme o texto, o prazo poderá ser prorrogado novamente, caso necessário.

Em março, o governador Reinaldo Azambuja já havia solicitado ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, a permanência da Força Nacional. Os agentes estão no estado desde junho de 2016, depois do ataque e consequente morte do Guaraní-Kaiowá e agente de saúde indígena Cloudione Rodrigues de Souza, de 26 anos.

Na época, o envio da força de segurança foi autorizado pelo atual ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre Moraes.

Mais notícias