Micro-ônibus são entregues e começam a rodar em linhas com poucos passageiros

No total, 35 novos ônibus passam a integram a frota do transporte público

Mais 35 novos ônibus foram entregues na tarde desta segunda-feira (2), nos Altos da Afonso Pena, em Campo Grande. Foram 15 micro-ônibus e mais 20 veículos convencionais que integram a frota do transporte público da Capital.

Foto: Leonardo de França

Em outubro foram entregues 20 carros convencionais e, assim como na ocasião, os novos ônibus já começam a rodar. O Consórcio Guaicurus, que detém a concessão do transporte público, disse que a compra dos 55 novos ônibus custou R$ 16,5 milhões.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) disse que a renovação da frota tem sido cumprida pois agora existe fiscalização. “Isso é um cumprimento de contrato e de obrigações que o Consórcio deve fazer para os moradores. É necessário que eles renovem a frota”, pontuou.

O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) Janine de Lima Bruno, disse que os micro-ônibus deverão integrar o itinerário de linhas com poucos passageiros, como as linhas 512 (Mansur) e 513 (TV Nicomedes).

‘Mal necessário’

Na época em que os primeiros 20 ônibus foram entregues, o presidente do Consórcio Guaicurus, João Rezende, comentou que a compra dos micro-ônibus era um “mal necessário” pois existem ruas da cidade que não comportam os veículos maiores.

“Os micro-ônibus, assim como os outros, serão instalados de acordo com a demanda da linha. Hoje os micro-ônibus é um mal necessário porque algumas linhas impedem que os ônibus convencionais andem”, disse o presidente da empresa, citando como exemplo a Avenida Bom Pastor.

Mais notícias