Meteoro cruza o céu na noite do domingo e impressiona campo-grandenses

Centenas de relatos confirmam aparição de corpo celeste no céu da cidade

Centenas de relatos nas redes sociais evidenciam a aparição de um corpo celeste semelhante a uma ‘bola de fogo’ na atmosfera de Campo Grande, entre as 18h10 e 18h30 do domingo (31/03). Aparentemente,  corpo celeste foi possível de ser avistado de todos os locais da cidade.

Segundo os espectadores privilegiados, a bola de fogo que cruzou o céu teria cor avermelhada e grandes dimensões, em aparição que durou cerca de dois segundos, tal como no vídeo abaixo (ilustrativo). A caracterização é suficiente para considerá-lo um bólido – um grande meteoro brilhante que ‘explode’ na atmosfera.

A assistente de administrativo Camylle Marcelino, de 17 anos, foi uma das espectadoras. Segundo seu relato, ela estava na frente da casa dela com o marido, no Nova Lima, quando pelas 18 horas quando viram o objeto brilhante cortar o céu. “Tinha cor vermelha, com uma duração de alguns segundos”, relata.

Assim como ela, o professor Eduardo Costa, de 28 anos, estava no Parque das Nações Indígenas quando avistou o bólido. “Foi tão rápido que nem deu pra chamar minha esposa. Outras pessoas perto de mim também viram, então não passei por louco”, brinca o professor.

Festa no céu

Procurado pela reportagem, o pesquisador Giovanni Rescigno, integrante da Rede EXOSS, afirmou que, infelizmente, as câmeras do projeto da cidade não conseguiram registrar o fenômeno astronômico e não houve relatos no site do projeto. Porém, segundo ele, a ‘festa no céu’ realizada por meteoros é até comum no município.

Certificado é gerado a quem reporta a aparição de bólidos (Foto: Divulgação | EXOSS)

Giovanni integra o projeto de ciência cidadã que registra aparições de corpos celestes no hemisfério sul. No caso, quem observa um meteoro ou bólido pode ajudar na coleta de dados e pesquisa, relatando a observação, mesmo que não tenha formação em ciências.

Além do site (clique AQUI), os registros também podem ser enviados para o telefone (12) 98181 7597, por meio do WhatsApp – é importante que o relato aponte local e horário da observação. Ao final, um certificado de contribuição é gerado.

Vale lembrar que Campo Grande costuma apresentar boas condições para observação de meteoros, já que na região há pouca poluição luminosa e a latitude ajuda. Quem quiser ficar de olho nos meteoros que cruzam o céu do Brasil pode acessar o endereço eletrônico onde todos os dias são atualizados as capturas feitas e encaminhadas à EXOSS.

Vem mais por aí

Calendário com a previsão de chuvas de meteoros em abril deste ano (Foto: Divulgação | EXOSS)

Quem não conseguiu ver o fenômeno da noite de domingo, a Rede EXOSS anuncia a aparição de mais chuvas de meteoros neste mês. A expectativa é que nos próximos dias 23 e 24, duas chuvas de meteoros – Lyrids e Pi Puppids – possam ser visíveis de Campo Grande.

A chuva de meteoro Lyrids é decorrente do cometa Thatcher, que começa a aparecer no céu entre os dias 16 e 25 deste mês, com pico de visibilidade nos dias 22 e 23.

Já a chuva Pi Puppids, decorrente do cometa Grigg-Skjellerup, deve começar a aparecer nos dias 23 e 24 deste mês. Apesar da lua cheia, as aparições serão mais perceptíveis após a meia noite, quando o satélite está “mais baixo” e atrapalha menos a visualização.

Para interessados em observação de fenômenos astronômicos, Giovanni explica que é importante ter paciência, buscar locais confortáveis e com baixa luminosidade – como alguns bairros e até mesmo regiões rurais próximas à cidade.

“Não é preciso olhar somente para um lado do céu, pois os meteoros podem surgir de qualquer ponto, a partir do leste. Mas, a melhor região do céu para ver é o zênite, no alto do céu, onde a escuridão é maior e o brilho dos meteoros será mais fácil de identificar”, aponta Giovanni.

Mais notícias