Maternidade diz que Anvisa mandou retirar geladeiras para evitar infecção hospitalar

Geladeiras e microondas eram mantidos em salas de repousos e no refeitório

Funcionários da Maternidade Cândido Mariano denunciaram na manhã deste sábado (28) o descaso da instituição sobre as condições de trabalho, onde alegam que geladeiras e microondas foram retirados do local e estavam almoçando a comida fria. Em contato com a assessoria de imprensa da maternidade, a mesma informou que mantinha eletrodomésticos em pontos estratégicos, como salas de repousos, além do
refeitório, para facilitar o descanso e visar o bem-estar dos  funcionários. Porém, na última visita da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) foi notificado para que o hospital retirasse os equipamentos de outros locais e deixasse apenas no refeitório.

Tal medida visou respeitar o Regulamento Técnico de Boas Práticas para Serviços de Alimentação e o Programa de Controle de Infecção Hospitalar. Uma vez que os funcionários se alimentavam nos setores que não eram permitidos, podendo aumentar assim a proliferação de pragas. “Logo após a determinação, a direção da Maternidade entrou em contato com os coordenadores de todos os setores para que os mesmos avisassem os colaboradores da notificação. Ou seja, tudo foi esclarecido no começo”, diz a assessoria.

A diretoria, por meio da assessoria, ainda ressalta que o transporte de alimentos para os setores está vedado e que a mudança de local dos eletrodomésticos não tem relação com controle de gastos.

“A Maternidade Cândido Mariano explica que os colaboradores  podem utilizar os eletrodomésticos do refeitório e que foi solicita a compra de um microondas novo. O hospital solicita também que os  funcionários entrem em contato com os coordenadores dos setores ou com os diretores em caso de dúvidas sobre esta e outras situações”, concluiu.

Mais notícias