Marcado julgamento de motorista que matou casal de idosos em acidente

Júri popular acontece no dia 2 de agosto

O juiz Aluizio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, agendou para o dia 2 de agosto o julgamento de Saulo Lucas Barbosa, acusado matar o casal Luiz Vicente da Cruz de 69 anos e Aparecida da Souza Cruz de 59 anos, em acidente de trânsito ocorrido na Avenida Marechal Cândido Rondon, no dia 15 de junho de 2018.

O júri popular foi marcado inicialmente para o dia 7 de dezembro do ano passado, mas foi adiado por determinação do juiz,  depois que a defesa recorreu solicitando a retirada das qualificadoras do homicídio doloso, pelo qual Saulo é acusado. No entanto,  a justiça manteve as qualificadoras e reagendou para agosto.

A defesa defende que Saulo não estava bêbado no momento do acidente e não possuía a intenção de matar. Em junho deste ano, Aluizio se manifestou contra o pedido da defesa do motorista, para que o réu aguardasse o julgamento em liberdade e solicitou retorno dos autos para designação do júri popular, porque o recurso seria ‘discussão já findada’. 

O pedido de liberdade foi impetrado no TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) sob alegação de não haver provas contra o motorista de que ele estaria em alta velocidade. A defesa alegou também que Saulo estava na contramão por desconhecer o trânsito de Campo Grande, já que é morador do interior do Estado.

O acidente

Luiz Vicente e Aparecida da Cruz morreram no dia 15 de junho, por volta das 5 horas da manhã, quando na contramão Saulo atingiu o carro do casal, na Avenida Marechal Cândido Rondon, em Campo Grande.

Depois de passar por um quebra-molas em alta velocidade, o carro de Saulo bateu no veículo do casal. Com o impacto, os dois carros capotaram. As vítimas morreram no local.