Lançado com R$ 6 milhões disponíveis, FIC 2019 recebe inscrições a partir de segunda

O edital será publicado nesta sexta-feira (13) no Diário Oficial do Estado

Com uma verba destinada de R$ 6 milhões, o Governo do Estado junto com o FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) lançou de forma oficial, o edital do FIC 2019 (Fundo de Investimentos Culturais) para fomentar a criação e a difusão da produção artística em MS. Para muitos, o fundo “atende aos anseios da classe artística”.

O montante está dividido. Para as pessoas físicas de direito privado e natureza cultural, estará sendo cedido R$ 4,8 milhões e para as pessoas jurídicas de direito público, será destinado R$ 1,2 milhões para prefeituras ou órgãos municipais de cultura de MS.

O edital será publicado nesta sexta-feira (13) no Diário Oficial do Estado. Já as inscrições, estarão abertas a partir da próxima segunda-feira (15) e devem ser enviadas pelos Correios e vale destacar que o projeto é único e terá à disposição cerca de R$ 250 mil.

Mara Caseiro afirmou que é um momento de representatividade para a cultura sul-mato-grossense, explicando que o fundo atende aos anseios da classe artística de MS e afirma que o compromisso havia sido firmado em janeiro com o Governador Reinaldo Azambuja. “Nós vamos estar oportunizando aquelas pessoas que muitas vezes tem algumas ideias, mas que nunca puderam ter acessos de recursos para executar e realizar o projeto cultural do seu bairro, cidade”, afirmou chefe da pasta cultural.

Lançado com R$ 6 milhões disponíveis, FIC 2019 recebe inscrições a partir de segunda
(Foto: Leonardo de França, Midiamax)

O governador Reinaldo Azambuja lembrou da economia que vive o país, mas alertou que é importante dar passos para a cultura e dar oportunidades para que os bons projetos possam ser elaborados e apresentados nos próximos anos.

“A gente fica muito feliz, a gente vive momentos de dificuldades nos estados brasileiros e é muito importante dar continuidade aos editais da cultura. A importância desses editais é justamente oportunizar a todos os segmentos culturais, os bons projetos e que aqueles que sonham em realizar o projeto”, salientou Reinaldo.

Roberto Figueiredo, do Fórum de Cultura disse que o Fundo de Investimentos Culturais é uma conquista necessária para que os artistas consigam fazer arte no Estado.

Lançado com R$ 6 milhões disponíveis, FIC 2019 recebe inscrições a partir de segunda
Mais notícias