Governo vai licitar até o fim deste ano obra de pavimentação da MS-427

Para asfaltar o novo pedaço de terra, o Estado deve investir R$ 12 milhões

A MS-427 vai receber, em breve, pavimentação de 5,8 quilômetros, trecho que liga a cidade de Rio Verde de Mato Grosso até a BR-419. O anúncio foi feito pelo Governador Reinaldo Azambuja nesta semana, que diz abrir a licitação até o fim deste ano.

Conhecida como Estrada das Águas, a MS-427 é uma importante rodovia para o turismo da região Norte de Mato Grosso do Sul, já que passa pelos principais balneários de Rio Verde. Mais de sete quilômetros desse caminho foram revitalizados pelo em 2018 com R$ 7 milhões. Além da recuperação asfáltica, foi construída uma ciclovia que margeia as regiões de cachoeiras e dá mais qualidade de vida aos moradores.

Para asfaltar o novo pedaço de terra, o Estado deve investir R$ 12 milhões, conforme estimou o secretário-adjunto de Infraestrutura, Luis Roberto. “Parte desse montante já está empenhada para licitarmos ainda neste ano”, garantiu.

BR-419

Traço de interseção com a MS-427, a BR-419 também passa por obras de pavimentação. O governador Reinaldo Azambuja quer garantir a conclusão da obra, que é executada pelo Governo Federal e enfrenta impasses e paralisações nos trabalhos. Para isso, o gestor mobiliza a bancada federal de Mato Grosso do Sul no Congresso em busca da garantia dos recursos federais – que somam R$ 120 milhões referentes a 52,5 quilômetros.

“O Governo Federal não colocou recursos para a BR-419 para o ano de 2020. Nós temos uma parte dos recursos disponíveis em 2019, mas precisamos mais. Os ministros Tarcísio Freitas (Infraestrutura) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil) fizeram um compromisso com MS, que eles vão colocar na LOA (Lei Orçamentária Anual) do ano que vem da União recursos para essa rodovia”, explicou. “Queremos a conclusão dessa rodovia”, disse.

Ligação importante entre o Norte e o Sudoeste de MS, a BR-419 conecta a BR-163 (Rio Verde) com a BR-262 (Aquidauana). “Ela é mais um fluxo que teremos para o turismo e o desenvolvimento das atividades rurais”, defendeu o governador. Ao todo, os serviços de implantação e pavimentação da BR-419 estão divididos em 4 lotes. O projeto do primeiro lote, que está paralisado, prevê ainda a construção de nove pontes de concreto.

Ao todo, a rodovia terá 224 quilômetros de asfalto. Em toda a sua extensão, a BR-419 abre uma nova rota turística e de escoamento da produção agropecuária entre os municípios do Norte que hoje são dependentes da BR-163 (Rio Verde, Sonora, Pedro Gomes, Coxim, São Gabriel do Oeste e Rio Negro) até Aquidauana, Anastácio, Corumbá e a região da Serra da Bodoquena (Bonito, Bodoquena, Jardim e Porto Murtinho).

Governo vai licitar até o fim deste ano obra de pavimentação da MS-427
Mais notícias