Governo paraguaio assina autorização para licitação de ponte em Porto Murtinho

Ponte sobre o Rio Paraguai vai ligar MS ao Paraguai e será o pontapé da Rota Bioceânica

O governo do Paraguai autorizou a abertura de licitação para elaboração do projeto executivo da ponte de concreto sobre o Rio Paraguai, unindo a cidade sul-mato-grossense de Porto Murtinho a Carmelo Peralta, no país vizinho.

A assinatura ocorreu na manhã deste sábado (20) e contou com a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). A ponte, de 680 metros de extensão, custará R$ 290 milhões, que serão pagos com recursos da Itaipu Binacional, da gestão paraguaia.

Durante ato de lançamento da licitação, que ocorreu em Carmelo Peralta, pelo presidente paraguaio Mário Abdo Benítez, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) entregou o estudo de impacto ambiental da obra.

Para o governador do Estado, a construção da ponte significará a redenção econômica da região Sudoeste do Estado e do Alto Paraguai. “Vivemos um momento histórico e quero parabenizar a atitude arrojada dos governos do Brasil e do Paraguai por unir os dois países por uma obra emblemática, que também nos torna competitivos na medida em que encurtamos caminhos em mais de oito mil quilômetros de distância ao mercado asiático”, declarou Azambuja.

A previsão é de que a ponte seja entregue em abril de 2023. As obras devem começar em março de 2020. Estudo de batimetria vai definir o melhor local para construir a ponte. A travessia será 380 metros de grãos livres e uma pista de 19,90 metros, com quatro pistas e acessos laterais para circulação de pessoas.

Além do governador de Mato Grosso do Sul, também estiveram presentes na cerimônia o senador Nelsinho Trad (PSD) e o deputado federal Vander Loubet (PT). (Com assessoria)

Mais notícias