Governo cancela reunião com Fetems e administrativos seguem para Assembleia

Objetivo é sensibilizar deputados sobre proposta do governo

Foi cancelada a reunião prevista para a manhã desta quinta-feira (23) entre o secretário adjunto da SED (Secretaria de Estado de Educação), Edio Antonio Resende de Castro, e a diretoria da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS).

Mais cedo, servidores administrativos fariam manifestação em frente à secretaria, conforme a Fetems. Porém, com o cancelamento da agenda, grevistas seguem para a Assembleia Legislativa, onde devem pedir o uso da tribuna para sensibilizar deputados sobre o não-reajuste.

De acordo com a Fetems, uma nova reunião não foi agendada. A greve de servidores administrativos segue com apenas 1/3 do efetivo, conforme determinação de liminar, após ação impetrada pelo governo do Estado na última sexta-feira (17).

Na quarta-feira (22), o secretário de Administração, Roberto Hashioka, anunciou que o projeto de lei do governo entregue à Casa de Leis não apresenta nenhum índice de reajuste para os servidores, mas mantém o abono salarial de R$ 200 por mais 12 meses, até maio de 2020.

Mais notícias