Fim do mistério? Aves que podem ter sido envenenadas foram posicionadas em círculo pelo CCZ

As aves começaram a aparecer mortas na quinta-feira (22), disseram os vizinhos

A imagem que assustou moradores e internautas na manhã desta sexta-feira (23), de vários pássaros posicionados em circulo, não passou de uma cena organizada pela Polícia Civil e pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) para fotografar a “cena do crime”. Os moradores acionaram as autoridades e suspeitam de envenenamento das aves.

Um morador que não quis se identificar, disse que o fato pode ter acontecido na madrugada de quarta-feira (21) e nesta quinta-feira (22), os pássaros começaram a aparecer mortos. Nesta manhã, quando viu a praça cheia de pombos caídos, o homem disse que pegou uma colher para tentar retirar os milhos do papo das aves, mas não adiantou.

“Isso aqui não tem nada de espiritismo ou macumba, isso aqui é maldade humana”, disse o morador ao Jornal Midiamax, após foto começar a circular nas redes sociais como ‘macabra’. Ele contou que milhos foram banhados em veneno e jogados para os bichos. O CCZ, a Decat (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista) e o Ibama foram acionados e os pássaros começaram a ser juntados.

Uma senhora, de 76 anos, disse que cuida da praça há 22 anos e se surpreendeu com a suposta crueldade. “Sempre cuidei da praça, eu trago alimentos, água e cuido das árvores e dos pássaros daqui”, disse. A moradora ainda afirmou que nos últimos meses foi ameaçada por vizinhos da região para que ela parasse de alimentar as aves.

Conforme ela, até cartazes pedindo que ela não cuidasse mais dos pombos e passarinhos foram colocados na praça. Após este episódio, a idosa disse que parou de alimentar os pássaros, mas não deixou de levar água na praça.

Outros moradores disseram à reportagem que, no bairro, existe um orfanato e crianças sempre vão na praça para brincar. “Esse era o nosso maior medo. Elas ficariam expostas ao veneno”, disse um morador.

A assessoria de imprensa da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), disse que a Decat vai instaurar inquérito sobre o ocorrido e alguns dos pássaros foram recolhidos para exames.

Mais notícias