Família consegue translado de jovem que morreu em Portugal para MS

O corpo do jovem chega na segunda-feira e será levado para Caarapó, onde vive a família

Depois da comoção nas redes sociais com a morte de Gustavo Inácio da Silva, de 26 anos, a família garantiu o translado do corpo para Mato Grosso do Sul. O jovem teve os sonhos interrompidos no último sábado (10), quando sofreu um acidente de trabalho. O corpo do rapaz sairá de Portugal e chega ao estado na segunda-feira (19).

A família de Gustavo conta que conseguiram o translado e que o dinheiro arrecadado em vaquinha será utilizado para o cortejo e sepultamento. “[O corpo] sai segunda-feira de Lisboa com destino a Campo grande. Aí para Caarapó, o cortejo será feito de carro. O prefeito disponibilizou um carro para levar o corpo até Caarapó”, contou a tia do jovem.

De acordo com a mãe de Gustavo, Edna Inácio da Silva, o filho estava trabalhando no final da tarde de sábado na cidade de Cantanhede, em Coimbra. O jovem trabalhava com cortes de eucalipto e, no dia do acidente, um tronco da árvore acabou caindo na cabeça e ele morreu na hora, conforme o Caarapó News.

Gustavo é natural de Rondônia e morou por três anos em Caarapó, onde trabalhou como mecânico e chegou a colocar em prática a sua paixão pelo motociclismo. Ele chegou a ser campeão no Campeonato Sul-mato-grossense de Velocross em 2017 na Categoria CRF 230 Original.

O morador foi embora para Portugal em outubro de 2018 com a esposa e a filha e, ainda conforme a mãe, tinha o sonho de comprar uma motocicleta para poder continuar competindo.

Mais notícias