Exército vai ajudar no combate de focos de incêndio no Pantanal, diz governador

Pelos menos dois focos de incêndio maiores foram registrados próximos de Corumbá e são combatidos por força-tarefa conjunta de várias entidades

Além do Corpo de Bombeiros, equipes do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e Defesa Civil, o Exército Brasileiro também vai ceder homens para auxiliar no combate aos focos de incêndio presentes atualmente na região do Pantanal, em Corumbá – cidade a 418 km de Campo Grande.

De acordo com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que falou durante o lançamento do rally Sertões, nesta sexta-feira (23), as entidades já se reuniram nesta manhã para definir uma estratégia única no trabalho de combate ao fogo.

Atualmente, já há equipes do PrevFogo combatendo focos de incêndio na Estrada Parque, onde mais de 2 mil hectares já foram atingidos. Há também fogo próximo do Morro do Chapéu e às margens da rodovia BR-262. Em Corumbá, não chove desde 26 de junho e a umidade relativa do ar já bateu a marca inferior a 20%.

Fogo na Bolívia

Já sobre o grande incêndio que atinge o território boliviano e queimou mais de meio milhão de hectares de vegetação, o governador reforçou o apoio oferecido ao país vizinho, com cedência de combustível para as aeronaves bolivianas e do aeroporto de Corumbá como entreposto no trabalho de combate ao fogo.

“Conversamos com o chanceler da Bolívia e estamos a disposição. O problema é que a aeronave que eles contrataram, um Boing 747, não desce em Corumbá pois precisa de 2,6 mil metros de pista. Mas cedemos nossa estrutura e abastecimento para aeronaves de porte menor”, explica Reinaldo Azambuja.

O Boeing 747 Super Tanque, com capacidade de 75 mil litros, foi alugado pelo presidente boliviano Evo Morales para combater o fogo, assim como já aconteceu no Chile. O avião vem do Colorado, estado localizado no sudoeste dos EUA. Por causa de seu tamanho, o pouso só pode acontecer no aeroporto Viru Viru, em Santa Cruz de la Sierra.

Mais notícias