Estado repassa R$ 1,5 milhão à Capital para obras no lago do Parque das Nações

Obra de desassoreamento no lago maior do Parque teve início em junho com previsão de durar 4 meses

A parceria entre a Prefeitura de Campo Grande e o Governo do Estado para a realização das obras de desassoreamento no lago do Parque das Nações Indígenas e de drenagem do Córrego Reveilleau foi publicada nesta quarta-feira (17) no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

Conforme o extrato do convênio publicado, o Estado repassará R$ 1,5 milhão do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) para realização de ações destinadas ao desassoreamento e à recuperação dos lagos do Parque das Nações Indígenas. A destinação da verba foi assinada entre a Sematro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos).

Já na publicação referente a obra para a solução do problema de assoreamento da cabeceira da microbacia do Córrego Prosa, dos lagos do Parque das Nações Indígenas e do lançamento na rede de drenagem do Córrego Reveilleau não foi estabelecido valor, porque, conforme o documento, “poderá haver destaque orçamentário e financeiros entre os partícipes do mesmo ente federado, bem como transferência por parte dos partícipes estaduais para os municipais ou vice-versa, por meio de instrumentos próprios”.

O prazo do contrato é de 24 meses e as obras no lago maior do Parque das Nações começou em junho deste ano. A previsão da Sisep é de que as obras no local durem até quatro meses.

Mais notícias