Energisa flagra ‘gatos’ e corta energia em ocupação do Jardim Centro-Oeste

Moradores afirmam que cerca de 2 mil famílias moram no local e pedem regularização da área

Cerca de 1,3 mil famílias tiveram a energia cortada em uma ocupação no Jardim Centro-Oeste, em Campo Grande. Os moradores mantinham ‘gatos’ de energia nas residências e, segundo eles, todas as casas tiveram a energia elétrica cortada. O trabalho de corte das ligações irregulares começou por volta das nove horas da manhã desta quinta-feira (11).

Além das equipes da Energisa, duas viaturas do Batalhão de Choque fizeram um trabalho preventivo e acompanharam a operação. Os moradores reclamam da dificuldade de viver sem energia elétrica e afirmam que sempre pediram por ligações regulares, mas que precisariam de uma autorização da Prefeitura de Campo Grande, considerando que a área é uma ocupação.

“Ninguém recusa pagar a energia, já procuramos Energisa para tentar ligação, mas não teve autorização da prefeitura”, diz a desempregada Alexandra de Lima Coelho, 35 anos. Segundo a moradora, muitas famílias têm crianças, mulheres grávidas e até um idoso que precisa de um respirador, portanto a comunidade não pode ficar sem energia.

Uma das líderes da comunidade, a dona de casa Elizângela Madalena Prudência, de 40 anos, afirma que a operação pegou a comunidade de surpresa. Ela ressalta que é preciso regularizar a área para que a ligação de energia seja feita. Segundo ela, a favela conta com 2,4 mil famílias.

Mais notícias