Em uma semana, mais 7 casos são confirmados e mortes por influenza vão a 24 em MS

Até o momento já foram notificados 761 casos

O boletim epidemiológico da SES-MS (Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul), divulgado na tarde desta quarta-feira (19), confirmou a 24ª vítima fatal de influenza gripe A no estado.  O novo óbito aconteceu em Campo Grande, e foi confirmado pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Na manhã desta quarta-feira, um bebê de 1 ano e 7 meses, que veio a óbito na terça-feira (18), foi confirmada e agora o boletim o idoso de 76 anos, que faleceu no último dia 12 também na Capital, ambos por H1N1.

Um aumento de sete mortes em uma semana, já que no boletim do dia 12 de junho, o número de óbitos era de 17. Até o momento já foram notificados 761 casos.

O maior número de vítimas foi registrado em Três Lagoas, a 330 quilômetros de Campo Grande, com seis mortes, todas por H1N1.  Cinco homens – 48, 53,64,80 e 83 anos – e uma mulher – 63 anos morreram vítimas da doença.

Campo Grande está em segundo com cinco mortes, duas mulheres – 57,84 anos – dois homens – 76 e 1 anos – por H1N1 e um menino de 1 ano, por influenza não subtipado.

Corumbá registrou três mortes por influenza – duas por H1N1 e uma por H3N2. Duas mulheres – 36 e 49 anos – e um homem de 41 anos.

Em Rio Verde de Mato Grosso e Aquidauana, foram duas vítimas em cada cidade. Respectivamente um homem de 59 anos e uma mulher de 87 e um homem de 33 anos e uma mulher de 45 anos;

Já os municípios de Porto Murtinho, Inocência, Água Clara, Bonito e Mundo Novo, registraram um óbito cada. Todos homens entre 33 e 55 anos.

 

Mais notícias